Redes Sociais

Bruno Antunes

APATIA IMPERDOÁVEL

Publicado

em

Tem coisas que só acontecem com o Botafogo? Sim, mas ainda bem que esse ditado só tem aparecido no Campeonato Carioca.

Como definir a equipe deste último jogo? Dois tempos completamente distintos. No primeiro, vimos troca de passes, infiltrações e bons lançamentos. No segundo, literalmente um bando em campo.

Costumo dizer aos amigos, “não ligo pro Campeonato Carioca”, mas não adianta. Chega a hora do jogo, largo tudo para poder assistir e, é óbvio, quero vencer sempre!

A equipe conseguiu abrir 2 x 0 com dois gols do Roger e foi para o intervalo certa de que ganharia facilmente a partida.

Saulo fez sua estreia no gol alvinegro e não passou confiança alguma, apesar de ter feito uma boa defesa ainda na primeira etapa. Na volta do intervalo, perdemos nosso capitão Joel Carli que deu lugar a Renan Fonseca, jogador que vem sendo alvo de duras críticas da nossa torcida.

Voltamos para a segunda etapa completamente sonolentos e sofremos três gols bisonhos, sendo dois deles iniciados em jogadas individuais em cima de Bruno Silva e Airton.

Daí, vos pergunto: Será que ambos seriam facilmente driblados da maneira que foram se esse jogo fosse na Libertadores?

Será que alguns jogadores tiram literalmente o pé da bola ou deixam de dar um gás a mais por se tratar de um jogo de Campeonato Carioca?

Seria falta de motivação, como diz o amigo Thiago Antunes? É difícil achar respostas…

Fato é que uma equipe ao abrir 2 x 0 jogando bem, não pode nunca tomar uma virada em pouco menos de 25 minutos. Muitos dirão, “mas essa é a beleza do futebol!”.

Espero que esse revés sirva de lição para os compromissos mais importantes que temos nesse ano.

Avaliações sobre a partida de ontem:

– Saulo: Fez sua estreia na equipe principal e pareceu muito nervoso. Fez uma boa defesa no primeiro tempo e só. Muito inseguro, principalmente nas bolas aéreas. Falhou sim, mas é novo e com o tempo pode se tornar um grande goleiro.

– Marcinho: Muito mal na partida. Pouco atacou e deixou muito espaço. Está tendo as chances que desejava e não tem correspondido. Jair o conhece melhor e talvez seja esse o motivo de sempre rolar alguma improvisação na lateral direita em jogos da Libertadores.

– Joel Carli: Como de costume muito seguro enquanto esteve em campo. Saiu lesionado após uma dividida. Vamos torcer para que não tenha sido nada de muito grave.

– Emerson Silva: Regular. Não repetiu as boas atuações que vinha tendo em jogos da Libertadores e não conseguiu parar o ataque adversário na segunda etapa.

– Victor Luis: Correria não faltou, mas dessa vez sem muita objetividade no ataque, além de ter sofrido muito defensivamente. Não conseguiu manter a regularidade de sempre.

– Airton: Muito sonolento. Não lembrou nem um pouco o Airton que conhecemos e nos acostumamos. Foi facilmente driblado no lance do terceiro gol e colaborou muito para a derrota da equipe.

– Bruno Silva: Talvez tenha sido seu pior jogo com a camisa do Botafogo esse ano. Errou muitos passes e cometeu um pênalti num lance em que, se fosse jogo de Libertadores, não teria deixado o adversário entrar na área, nunca! Tem crédito, mas não justifica a péssima partida de ontem.

– Camilo: Apesar de mostrar muita vontade, só apareceu nas jogadas de bola parada e, mais uma vez, esteve muito abaixo do esperado. Já passou da hora de começar a ter atuações como as do ano passado.

– Montillo: Tem aparecido mais para o jogo e iniciou a jogada do segundo gol alvinegro, mas ainda é muito pouco para nosso camisa 7 que chegou ao clube com status de craque.

– Rodrigo Pimpão: Com a mesma disposição de sempre, correu muito e deu ótimo lançamento no lance que originou nosso primeiro gol. Melhor em campo pelo lado alvinegro.

– Roger: Cumpriu bem seu papel. Enfim a bola chegou em condições e ele correspondeu. Fez o que realmente se espera de um atacante. Gols!

– Renan Fonseca: Entrou no lugar de Joel Carli e não teve culpa direta nos gols. Foi constantemente vaiado na partida de ontem pagando por erros do passado. Definitivamente não tem mais ambiente no clube.

– Sassá: Entrou no lugar de Roger e tentou mudar a postura apática da equipe na segunda etapa, mas foi muito prejudicado pela falta de criatividade do meio de campo.

– Guilherme: Entrou no lugar do Montillo para dar mais velocidade ao ataque alvinegro e novamente se mostrou muito individualista. Teve a chance do empate no fim do jogo ao tentar cavar um pênalti “discutível” ao invés de cruzar a bola na área, onde tinham, no mínimo, três jogadores para tentar a finalização.

– Jair Ventura: Muitos torcedores o criticaram após o fim da partida, mas confesso que não vi algo de muito grave que justificasse tais críticas.

Entrou com os titulares para tentar vencer o primeiro clássico. Quando o time desandou no segundo tempo, fez corretamente as alterações. Tentou o que pôde. Não pode ser crucificado pelo resultado de ontem.

Espero que essa partida sirva de aprendizado, principalmente para a sequência do ano visando Campeonato Brasileiro e, principalmente, Libertadores, na qual só vamos entrar em campo no próximo dia 13 de abril.

Não podemos ficar apáticos como ocorreu no segundo tempo após estarmos em grande vantagem, mas de qualquer maneira temos que reconhecer que nossa prioridade total esse ano é a América do Sul, embora não devamos nunca menosprezar o estadual.

Alguns dizem que devemos abrir mão e escalar reservas para não corrermos o risco de perder jogadores, discordo!

Acredito que podemos poupar os mais desgastados, nada além disso. O time precisa de ritmo e só se consegue ritmo jogando.

Todos nós sabemos que nossa situação no Campeonato Carioca é muito difícil e o nosso técnico terá que usar sua inteligência para escalar a equipe ideal nos próximos jogos que são, sim, muito importantes para nossa sequência na competição.

Como eu já disse antes, quero que meu Botafogo vença sempre independente do torneio! Vamos virar a página e focar no Bangu de Loco Abreu no próximo domingo às 16:00 em Moça Bonita.

E pra terminar, só sei de uma coisa: Nossa estrela brilhará sempre mais forte!

Por fim, volto a te convidar a conhecer os novos planos de sócio torcedor do Botafogo. Por apenas R$ 13,90 mensais, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico.

Os novos pacotes tem os seguintes valores promocionais:

– R$ 14,00 (Plano Mensal – Direito a comprar ingresso com 50% de desconto)

– R$ 450,00 (Plano Anual – Arquibancada Sudeste)

– R$ 900,00 (Plano Anual – Arquibancada Oeste)

Para todos os jogos restantes com mando de campo do Botafogo no ano de 2017. Tem ainda os Planos VIP e Premium para a galera que quer mais conforto e exclusividade por valores mais elevados.

Associe-se em Sou Botafogo. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Redes sociais do amigo Thiago “Escobar” Antunes: Twitter / Instagram / Facebook

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais e nos ajude na divulgação deste espaço.

Pra cima deles meu Fogão!

Estarei com você sempre junto ao meu coração!

Bruno Antunes

Clique para Comentar

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: