Redes Sociais

Bruno Antunes

ATUAÇÃO x RESULTADO? PRECISAMOS É PONTUAR!

Publicado

em

O Botafogo foi ao sul do país jogar contra o “Patético Paranaense” em um gramado sintético e com todos os possíveis discursos já na bagagem.

Em caso de um resultado positivo, exaltariam a superação pela rápida adaptação ao gramado e por terem buscado os três pontos. Em caso de empate, seria um bom resultado, visto que o jogo era fora de casa. Como perdemos, o gramado atrapalhou, faltou sorte entre várias outras desculpas que já estavam na ponta da língua dos jogadores na saída de campo.

E por que estou levantando esta questão?

Porque vejo a direção e os jogadores muito mais preocupados com as declarações e em demonstrar tranquilidade com nossa situação no campeonato do que efetivamente buscar soluções para reverter o quadro.

Já havia dito, não me iludo com duas vitórias seguidas. O Botafogo jogou no lixo as 10 primeiras rodadas e só nos restou a luta para ficar na série A.

Também não aproveitarei a primeira derrota da era Jair para criticar o treinador. É do conhecimento de todos os que acompanham o nosso espaço que fui totalmente contra a efetivação do treinador, mas assim como ele não fez nada de grande relevância para vencer as duas primeiras, também não cometeu nenhum erro absurdo na derrota de ontem.

Discordo de várias de suas opções, como colocar o Salgueiro como primeira opção ofensiva a entrar, ou não levar o Dudu Cearense para o banco, ou não dar mais chances ao Leandrinho e ao Luis Henrique, ou manter o Renan Fonseca titular e deixar o Joel Carli no banco…

Independente de tudo isso, não o exaltei pelas vitórias, pois entendo que ele fez o esperado e, da mesma forma, não o criticarei nesta derrota, pois entendo que ele não foi responsável direto e qualquer treinador tem suas preferências. Nenhum será unanimidade e ele, ao menos, foi coerente com a filosofia que vem implementando.

Repito: Não fui a favor de sua efetivação, não gostaria que ele fosse nosso treinador neste segundo turno, mas o fato é que ele é quem está lá e, portanto, torcerei fervorosamente para que ele obtenha todos os resultados favoráveis possíveis para que tenhamos um fim de ano tranquilo e, quem sabe, até mesmo beliscarmos um título da Copa do Brasil.

Quanto ao jogo, iniciamos com: Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Santos, Diogo Barbosa, Airton, Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, Camilo, Neilton e Sassá. Entraram: Salgueiro (Airton), Leandrinho (Bruno Silva) e Rodrigo Pimpão (Neilton).

O Botafogo entrou desligado e (obviamente) os jogadores justificaram esse erro inicial como “adaptação” à grama sintética, pois, logo aos 6’, sofremos o gol que decidiria o jogo numa jogada manjada e treinada exaustivamente durante a semana, segundo o próprio Jair Ventura.

O novo Baresi alvinegro (parece que o garoto realmente acredita nisso), tentou sair jogando novamente e acabamos cedendo o escanteio. Na cobrança no primeiro pau, a zaga (pra variar) dormiu na bola aérea.

Alguém precisa avisar ao Emerson que ele é um jogador de futuro e que zagueiro, mesmo os com técnica, pode dar chutão em um momento de dificuldade. Já perdemos para o Fluminense no primeiro turno exatamente por um erro cometido por ele da mesma forma. Até quando ele cometerá esses erros e ficará por isso mesmo? Bola pro mato que o jogo é de campeonato, garoto!

E o Renan Fonseca? Nos enganou na série B. Fui a favor de sua manutenção no elenco e acreditava que ele seria útil, mas o zagueiro mesmo sendo alto e esguio não sai do chão nem sob reza forte.

Voltando ao jogo, o Botafogo começou a entrar na partida a partir dos 15’. Sassá, aos 20’, perdeu a primeira de três oportunidades que viria a ter durante o jogo. Chutou torto e de forma estabanada o empate do Fogão pra fora.

Aos 22’, Bruno Silva meteu um balaço de longe na trave e parecia que nosso gol era questão de tempo.

O jogo se mantinha equilibrado até que, aos 45’, Sassá a 3 metros do gol, relembrou o Sassá dos anos anteriores e perdeu chance incrível de marcar batendo por cima do gol.

Fim de primeiro tempo e esperança para o segundo. Ah, novamente o Airton sentiu algum problema físico antes do apito do fim da primeira etapa.

O Botafogo retornou sem demonstrar força o suficiente para mudar o panorama que se apresentava e, aos 13’, Airton saiu para a entrada de Salgueiro. Nesse momento, toda a torcida se perguntou: “Por que o Salgueiro e não o Leadrinho?” Enfim, entrou o gringo e em nada acrescentou.

O Botafogo só chegou com perigo novamente aos 24’, em chute de Neilton defendido pelo goleiro.

No minuto seguinte, Leandrinho entrou e o time que começou com três volantes passou a ter apenas um.

Mais 10 minutos passaram e a situação se manteve a mesma. O time jogava melhor, mas não conseguia criar chances claras. Sidão fez grande defesa aos 28’. Aos 35’, entrou Pimpão no lugar de Neilton que sentiu após escorregar numa tentativa de passe no ataque.

Aos 37’, nossas melhores chances. Camilo cobrou falta no ângulo, mas o goleiro foi lá buscar e jogar para escanteio. Na cobrança, Luis Ricardo se antecipou e subiu para cabecear em jogada semelhante à do gol que sofremos, mas a bola foi caprichosamente para fora após cruzar toda a extensão do gol.

Aí começou a pressão total do Fogão. Aos 41’, Pimpão bateu forte para nova defesa do goleiro. Sidão foi para a área no fim após o jogo ter mais 4 minutos de acréscimo, mas de nada adiantou.

Sassá ainda jogou de zagueiro, afastando o último lance do jogo de dentro da área rubro-negra.

O Botafogo jogou melhor que o adversário, mas perdeu pela falha no início do jogo.

Para piorar, ainda perdemos Diogo Barbosa e Leandrinho para o próximo jogo devido ao terceiro cartão amarelo recebido por ambos. Airton e Neilton, que saíram machucados, serão reavaliados para o jogo da Copa do Brasl contra o Cruzeiro na Arena Botafogo na próxima quinta
01/09 às 20:00.

Pelo Brasileiro, nosso próximo compromisso é contra o Grêmio válido pela 19ª rodada. A partida adiada será às 16:00 do domingo, dia 04/09, também na nossa casa de praia.

Precisamos que a torcida compre a ideia e compareça nessas partidas e também na outra, dia 07/09 também às 16:00 contra o Fluminense, onde fecharemos nossa sequência de três jogos em casa.

Mantenho o que sempre digo. Esse ano já não me importa jogar bem ou mal. Contra o São Paulo fizemos um gol no fim e trouxemos os três pontos após péssima partida. A tabela não reflete a atuação. Precisamos de pontuação!

Só quero os 46 pontos! Eu acredito! #faltam20

Por fim, volto a te convidar a conhecer os novos planos de sócio torcedor do Botafogo. Por apenas R$ 13,90, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico. A novidade são as opções de R$ 100,00 (arquibancada Norte), R$ 225,00 (arquibancada Leste) e R$ 450,00 (Social) para todos os jogos com mando de campo do Botafogo no Campeonato Brasileiro.

Associe-se em Sou Botafogo. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Minhas redes sociais:

Twitter: @thiagoantunesc

Facebook: Nosso Escudo no Lugar do Coração

Curta a página e coloque nos seus favoritos!

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais e nos ajude na divulgação deste espaço.

Sigo com minha bandeira na mão e nosso escudo no lugar do coração!

Bruno Antunes

4 Comments

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: