Redes Sociais

Notícias

Barroca busca realinhar Botafogo e precisa de melhora fora de casa por meta

Publicado

em

Depois de um bom começo de Campeonato Brasileiro, o Botafogo convive com a oscilação na competição no período após a Copa América. O técnico Eduardo Barroca, diante do Internacional, tem o objetivo de fazer o time retomar o alinhamento para alcançar as metas estipuladas no início do torneio. Mas, para isso, terá um obstáculo a mais: atuar como visitante.

Dentro das “mini metas” desenhadas pelo comandante alvinegro, o Botafogo precisa ganhar mais sete pontos nas próximas três rodadas – contra Internacional, Atlético-MG e Ceará. Ou seja, precisa de duas vitórias e um empate nestes jogos para terminar o turno com 30 pontos.

A questão é que contra o Colorado e o Vozão os jogos são fora de casa. Até aqui, em oito rodadas como visitante – incluindo os clássicos com Fluminense e Flamengo -, foram três vitórias (diante de Fluminense, CSA e Avaí), tendo um aproveitamento de 41,6%. Pensando em uma vitória e um empate no Beira Rio e Castelão, o Botafogo teria de chegar a 66,6% de rendimento.

“Estabeleci que no segundo ciclo a nossa meta excelente seria igualar os 15 pontos do primeiro ciclo. A meta de excelência seria igualar, chegar a 30 pontos. Nível de excelência máxima. Hoje estamos com oito pontos, então faltariam sete para chegar a esse nível. Trabalhamos também com proximidade da zona de Libertadores e distanciamento de zona do rebaixamento”, disse Barroca.

O treinador reconhece algumas dificuldades após o período de paralisação e lembra as perdas que teve no elenco, salientando que vem buscando soluções com o passar das rodadas.

“Desde que cheguei, perdemos Kieza, Ferrareis, Erik, Biro Biro e agora o Jonathan. Diante desse cenário, é preciso ser realista. A gente tenta buscar as soluções da maneira que estamos tentando, que é tentar em casa. Diante do cenário do clube, é difícil buscar fora do Botafogo”.

O atacante Kieza foi para o Fortaleza, Erik, que estava emprestado pelo Palmeiras, se transferiu para o Yokohama Marinos, do Japão, Jonathan foi vendido ao Almería, da Espanha, Gustavo Ferrareis foi para o Avaí e Biro Biro, que se recupera de um problema cardíaco, teve o contrato rescindido.

Clique para Comentar

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: