Barros detona arbitragem e cobra punição

Seja o primeiro a comentar

O gerente de futebol Anderson Barros concedeu entrevista coletiva no final da tarde no estádio Nilton Santos e criticou a arbitragem nos últimos jogos do Botafogo no Campeonato Brasileiro.

Barros, afirmou que o clube vai entrar com uma representação formal na CBF como uma forma a se evitar que erros aconteçam no futuro e que envolvam o Botafogo, como no jogo diante do Vitória e ontem na derrota para o São Paulo.

Na ocasião, um lance foi determinante para a crítica do dirigente, o pênalti mal marcado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio envolvendo o zagueiro Igor Rabello.

Em trecho retirado do site GloboEsporte.com:

– Era importante que a gente falasse até pelo que aconteceu nos últimos dias conosco. A gente tem um problema muito sério hoje de não ter credibilidade: no futebol, na vida política… Quando as coisas vão acontecendo e a gente não toma medida, tende a piorar. Vivenciamos isso contra o Vitória, houve um erro do árbitro sim, um pênalti muito claro em um atleta nosso. Contra o São Paulo, foi comentado por todos os meios de comunicação. E não há um pronunciamento.

– Vou citar o Flávio de Souza (árbitro do jogo contra o Vitória) e o Wilton Pereira de Sampaio (árbitro do jogo contra o São Paulo), assim como os auxiliares. Houve o lance do Jucilei (cotovelada em Matheus Fernandes) a dois metros onde estavam esses árbitros e sequer foi assinalado, sequer deu um cartão amarelo. Foi uma agressão. Por que a gente permite que isso continue acontecendo? Por que não se paga pelos erros?

O Botafogo está sem vencer há 3 jogos e acumula péssimas partidas. Contra o São Paulo, o time novamente decepcionou.

 

Foto: Lazlo Dalfovo/Site Lance

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0