Botafogo é hostilizado na volta ao RJ e torcida pede Cuca

Seja o primeiro a comentar

Jogadores desembarcam pela pista e evitam contato com torcedores. Pimpão e Gílson foram os mais hostilizados.

A sofrida torcida do Botafogo, acostumada a vexames no final do ano, desta vez vive algo diferente: O vexame já chega logo em Fevereiro, antes mesmo do Carnaval. Após a derrota vexaminosa e ridícula sofrida contra o time da Aparecidense, alguns criminosos travestidos de torcedores ultrapassaram todos os limites do bom senso e cobrança e partiram para a agressão física, jogando pedras no ônibus do clube e ameaçando jogadores fisicamente.

Vândalos travestidos de torcedores fizeram um ato tão vexaminoso quanto o protagonizado pelo clube na noite de ontem.

A pressão está grande sobre o estagiário de técnico Felipe Tristão, sucessor de Jair Ventura que ainda não conseguiu encaixar sua proposta de jogo para o Botafogo em 2018. Cartazes pedindo a cabeça do técnico Felipe Conceição, assim como a volta de Cuca, treinador campeão da Taça Rio em 2007 e 2008 no Alvinegro, foram usados na manifestação.

Nota do editor: A cobrança tem que existir, mas a Rádio Botafogo abomina qualquer tipo de violência e transgressão à lei.

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0