Classificação sob vaias

Seja o primeiro a comentar

O Botafogo enfrentou o Audax Italiano com a expectativa de uma classificação segura, afinal, o péssimo momento vivido pelo time chileno e a partida de ida geravam a confiança de um jogo pelo menos tranquilo

Ledo engano. Com gols perdidos de cara com o goleiro e sofrendo o empate com requintes de drama no fim, o Botafogo decepcionou a maioria dos torcedores que compareceram no Estádio Nilton Santos. O primeiro gol de Matheus Fernandes tirando o zero do placar acalmou momentaneamente, mas o fato é que o Botafogo não funcionava. Desorganizado, em alguns momentos parecendo até sentado sob a vantagem, a paciência começava a acabar, quando surgiram as chances cara a cara. O próprio Matheus, Kieza e Pimpão sozinhos diante do goleiro fizeram lembrar porque finalizamos tão mal. Esse time de 2018 custa a fazer gols, perde chances claras e sofre com bolas aéreas, que pelo menos nesse jogo não sofreu.

Até Jefferson, tão defendido pela torcida parece mal. Nomes como Luis Fernando e Renatinho ainda devem.  Para a torcida, restou exaltar a garra de Pimpão com gritos de seleção. (??)

O Botafogo preocupa sua torcida para a sequência da temporada pois tem esbarrado em suas próprias limitações. Aguirre precisa urgentemente estrear e o time deslanchar. Com muitas vaias e palavrões, além dos mais conhecidos pedidos de contratações urgentes, as insatisfações deram a tônica dessa sofrida classificação na Sul-Americana.

Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

 

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0