DERROTA DOÍDA, CABEÇA ERGUIDA!

Seja o primeiro a comentar

Para muitos, o simples fato de enfrentar nosso maior rival na tarde de ontem valeria muito mais do que uma vaga na decisão do esvaziado campeonato carioca.

É óbvio que queríamos a vaga na final e, posteriormente, o título, porém não foi assim que aconteceu e tenho convicção de que o destino nos reserva algo melhor nesta temporada, afinal, quem tudo quer, nada tem.

Entretanto, podemos destacar algo de positivo nessa eliminação. Agora nosso foco é única e exclusivamente nos torneios que mais nos interessam no restante do ano (Copa do Brasil, Libertadores e Brasileiro), já que uma classificação para a decisão do Estadual poderia nos atrapalhar em jogos de importância infinitamente maior lá na frente. Portanto, cabeça erguida!

Sobre a partida, Jair entrou com o que tinha de melhor, decisão correta na minha opinião, pois o jogo era contra a mulambada.

Alguns colegas, como o Thiago Escobar, por exemplo, tinham a opinião diferente e sugeriram um time reserva ou misto para essa partida, alegando que essa semifinal poderia atrapalhar a preparação para o jogo contra o Sport meio de semana pela Copa do Brasil. Discussão válida!

O que ficou evidente e é indiscutível é que a partida do meio da semana passada prejudicou a parte física do time que não correu o que vinha correndo nas partidas anteriores.

Sofremos o primeiro gol em uma falha individual do Victor Luis que deixou o campo visivelmente emocionado e chateado com a derrota, mas enaltecendo a estrela solitária e fazendo juras de amor ao nosso Fogão!

Victor, saiba que você tem créditos e a torcida está com você! Como eu venho falando há semanas, ele é o jogador mais consistente desse elenco, sempre fazendo boas ou ótimas partidas.

Aproveitando o assunto, venho fazer uma pergunta a vocês leitores e aguardo a resposta nos comentários: Qual o melhor lateral esquerdo que vestiu nossa tão consagrada camisa 6 nos últimos 20 anos? Pensem bem… Eu já tenho minha resposta.

De positivo no jogo de ontem, podemos destacar algumas boas atuações como as de Dudu Cearense no primeiro tempo e João Paulo que vai se firmando a cada jogo que passa. Por outro lado, Fernandes improvisado, Lindoso, Pimpão e Roger não atuaram bem, esse último vem sendo muito prejudicado pelo esquema de jogo, que não o favorece.

Penso que com o esquema atual, Jair deveria sacá-lo do time, pois ele faz bem o pivô, mas não consegue receber uma bola sequer em condições de finalizar.

Avaliações sobre a partida de ontem:

– Gatito Fernández: Vem passando mais segurança a cada partida, não teve culpa alguma nos gols sofridos.

– Fernandes: Teve mais uma atuação muito ruim e já mostrou que não consegue jogar na lateral, mas não podemos crucificar alguém que joga improvisado sendo a sexta opção da posição.

– Joel Carli: Esteve sempre em cima nas jogadas e, como de costume, não inventou em momento algum. Fez mais uma boa partida.

– Emerson Silva: Tirou muitas bolas aéreas e já provou que forma sim uma excelente dupla de zaga ao lado do argentino.

– Victor Luis: Falhou no lance do primeiro gol, mas não deixou de lutar e correr até o último minuto. Tirando a falha individual, fez boa partida.

– Rodrigo Lindoso: Mais uma vez não atuou bem e a combatividade não é a mesma do ano passado.

– Dudu Cearense: Apesar de substituído no intervalo por opção tática, fez um ótimo primeiro tempo e conseguiu segurar bem o meio campo adversário estando sempre muito em cima das jogadas.

– João Paulo: Muita correria e mais uma boa partida. Já provou que vai dar dor de cabeça para o Jair Ventura nas próximas escalações.

– Camilo: Mostrou uma disposição a mais, porém foi pouco efetivo. Parte física pode ter pesado. Ainda esperamos pelo “Camito” de 2016.

– Rodrigo Pimpão: Mais uma partida ruim, assim como no meio de semana, esteve muito apagado e pouco criou.

– Roger: Mais uma partida ruim. Não consegue ser efetivo no ataque devido as bolas que não chegam em condições. No esquema com três volantes, Sassá deveria ser o dono da posição.

– Gilson: Entrou no lugar do Rodrigo Lindoso já no fim da partida e teve pouco tempo para alguma avaliação.

– Guilherme: Entrou no lugar do Dudu Cearense e foi o mesmo individualista de sempre. Apesar do lançamento para Sassá sofrer o pênalti, é incrível como esse jogador quando está nas proximidades da área não consegue tocar a bola. Seria um jogador muito útil se olhasse e passasse mais a bola para os companheiros.

– Sassá: Entrou no lugar do Roger e deu mais movimentação ao ataque alvinegro. Cobrou o pênalti novamente com maestria e já vem pedindo passagem no time titular.

– Jair Ventura: Não abriu mão de vencer a partida já que entrou com o que tinha de melhor. Penso que devido ao primeiro tempo ruim dos atacantes, poderia ter feito mudanças já no intervalo. Apesar da demora nas substituições, tentou o que pôde e não pode ser culpado pela derrota. Dentro do contexto da partida, fez o que tinha a ser feito.

A derrota dói e muito! Todavia nosso elenco já provou ser lutador e tenho certeza de que a garra demonstrada por eles até aqui não irá faltar até o fim dessa temporada.

O Campeonato Carioca já é passado e, como citado acima, o foco todo agora vai para as competições que realmente nos interessam.

Nosso próximo compromisso importante é a partida contra o Sport pela Copa do Brasil às 21:45h desta quarta-feira no Estádio Nilton Santos.

Provavelmente, Jair Ventura vai escalar novamente o que tem de melhor no elenco. Partida muito difícil e de extrema importância para nossas pretensões no ano. Por isso, é importantíssima a presença em massa da nossa torcida.

Fazer o resultado aqui é fundamental. Contamos com vocês meus amigos!

E para terminar, só sei de uma coisa: Nossa estrela brilhará sempre mais forte!

Por fim, volto a te convidar a conhecer os novos planos de sócio torcedor do Botafogo. Por apenas R$ 13,90 mensais, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico.

Associe-se em Sou Botafogo. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Minhas redes sociais:          Twitter          /          Instagram          /          Facebook

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais e nos ajude na divulgação deste espaço.

Publicado no dia

Deixe um comentário! 5


  • Guilherme disse:

    Sinceramente achei que deu a lógica. Elenco por elenco não podemos negar que o urubu nos ganha em todas as posições. Nos destacamos no coletivo, na união, mas falta muito pra termos um bom desempenho na libertadores.

    • Bruno Antunes disse:

      Não acho que eles ganham em todas as posições não.. Mas que nosso elenco é muito mais coletivo, não tenho dúvidas. obrigado pela leitura e grande abraço!!

  • Rafael Padulla disse:

    Parabéns por mais uma coluna bem feita e a serenidade de conseguir escrever depois de uma eliminação para esse time que prefiro nem mencionar o nome, confesso que não conseguiria, eu também fui um defensor do time titular em campo , mas não poderia imaginar que entraríamos tão fragilizados em campo. O jogo parecia morno no primeiro tempo sem nenhum time se lançar realmente para ganhar o jogo, parecia um jogo amistoso , estadio vazio longe de uma semi fina de carioca.

    No segundo tempo o jogo corria no mesmo ritmo, até o adversário achar um gol em uma tremenda falta de sorte do até então nosso melhor jogador em campo Victor Luis. Logo depois do gol adversário cai uma tremenda chuva no gramado e fica evidente a melhor condição física dos oponentes, o Botafogo sai completamente do jogo e para um time que precisaria vencer a partida, fica mais próximo de tomar o segundo gol, o que acaba acontecendo após Fernandes em sua pior atuação vestindo nosso manto tocar a mão na bola dentro da área, Penalty que guerreiro não desperdiçou.

    A entrada de Sassá e Guilherme deu novo gás ao time, Pimpão não deveria nem ter entrado e Roger não estava se achando em campo, mas já era tarde para uma virada, Réver em um lance de pelada de esquina cometeu um penalty mais que infantil que sassá converteu, mas era tarde para uma virada, hora de virar a chave para Copa do brasil.

    O campeonato teve um fim com um gosto amargo….um estadio vazio e um jogo com 15 min de emoção longe dos estádios lotados e jogos épicos que costumavam ser no passado torço para que o carioca volte um dia a viver suas épocas de gloria.

    Um forte abraço!

    Rafael Padulla

  • Guilherme disse:

    Agora que o campeonato acabou, podemos analisar o que precisamos melhorar. Sinceramente, senti alívio com a vitória do urubu. Cá entre nós, prefiro que ganhem eles que o ranço do Eurico. Tá na hora de mudar tudo no futebol. A única coisa que torci muito foi para o Arão não marcar. Isso eu não ia aguentar.