DESEQUILÍBRIO EMOCIONAL PARA LIGAR O ALERTA

Seja o primeiro a comentar

O resultado obviamente não foi bom, mas acredito que a equipe apresentou um bom futebol durante grande parte do jogo.

O que mais me preocupou foi o descontrole emocional de alguns jogadores. Marcelo tomou o primeiro amarelo depois de chegar empurrando o Rodrigo (por mais que ele estivesse provocando como supomos, a reação do garoto foi totalmente desproporcional) e Bruno Silva chutou a bola no juiz (intencionalmente) após o apito final.

Assim, perdemos os únicos dois jogadores que estavam em campo e que provavelmente seriam titulares nas semifinais que realmente valem neste Estadual.

Para piorar, o Emerson Santos que foi bem improvisado na lateral direita pela Libertadores, não está inscrito no Carioca.

Desta forma, temos Luis Ricardo, Jonas e Marcinho machucados, Marcelo suspenso e Emerson Santos não-inscrito. Quem jogará na lateral na semifinal contra a mulambada? Fernandes? Matheus Fernandes? Poderemos inscrever o Emerson Santos agora devido às lesões como ocorreu com o Sassá nas finais do ano passado? Vamos aguardar qual solução será dada pelo Jair. Deixe nos comentários a sua opinião!

Para nosso próximo compromisso pela Libertadores, eu repetiria o time que ganhou na Colômbia (caso todos estejam à disposição) com Gatito, Emerson Santos, Carli, Emerson Silva, Victor Luis, Bruno Silva, Lindoso, João Paulo, Camilo, Pimpão e Roger.

Para as semifinais do Estadual, eu manteria a mesma equipe titular tentando inscrever o Emerson Santos ou, se não for possível, escalaria o Matheus Fernandes na função nos treinos para verificarmos se ele tem condições de jogar improvisado por ali.

Vamos à análise dos jogadores da partida de ontem:

– Helton Leite: Fez algumas boas defesas quando o placar ainda estava 0 x 0 e não teve culpa nos gols.

– Marcelo: Estava visivelmente pilhado, nervoso demais (talvez por ser sua primeira final ou pela inatividade, querendo voltar com tudo agora) e se precipitou em ambos os lances em que levou cartão. Principalmente o seu primeiro amarelo por arrumar uma confusão na nossa área em lance com o já conhecido catimbeiro Rodrigo.

– Renan Fonseca: Teve atuação regular, mas é um jogador que não demonstra confiança por conta das constantes críticas que recebe e isso faz com que suas atuações sejam sempre inseguras.

– Igor Rabelo: Foi muito bem durante a partida cortando todas as bolas até falhar no lance do primeiro gol, cortando muito mal o cruzamento para o meio da área. É uma opção para compor o elenco, mas ainda não está pronto para brigar pela titularidade.

– Gilson: Vem crescendo nas últimas partidas e tendo muito boas atuações. Tem dado assistências, apoiado o ataque e participado bastante das ações ofensivas da equipe, embora não tenha criado um lance efetivo nesta partida.

– Bruno Silva: Foi o pulmão do meio-campo na contenção durante todo o jogo tendo outra ótima atuação, porém manchou sua participação durante os noventa minutos com um ato impensado e, ao meu ver intencional, de chutar a bola no árbitro após o apito final ficando suspenso das semifinais. Não dá para passar a mão na cabeça nesse caso, especialmente por ele ter pedido para voltar com os demais da Colômbia e por estar com a braçadeira de capitão na partida.

– Dudu Cearense: Foi bem na função, porém cometeu muitos erros de passe na saída de bola.

– Matheus Fernandes: Teve uma de suas piores atuações no profissional. Atrasado na maioria dos lances, desta vez, não contribuiu com o time como esperávamos.

– Leandrinho: Vinha fazendo boa partida até novamente sentir uma lesão na mesma coxa que havia o tirado por um bom tempo da equipe. Chorou muito ao sentar-se no banco e acredito que, para ele, o Carioca acabou.

– Guilherme: Foi substituído pelo Fernandes para que pudéssemos recompor o sistema defensivo após a expulsão do Marcelo. Enquanto esteve em campo, não teve atuação de destaque.

– Sassá: Não foi municiado para que pudesse ter chances claras de marcar. Lutou bastante no ataque, mas foi pouco efetivo. Visivelmente ainda sente algum incômodo no ombro direito e, por isso, acredito que nem deveria ter jogado. O Joel, por exemplo, poderia ter sido utilizado para preservar o Sassá ao invés de ficar distribuindo ovos de Páscoa em domingo de final. (Nada contra seu ato nobre de presentear as crianças). Até mesmo a jovem promessa Renan Gorne poderia ter tido sua primeira oportunidade.

– Pachu: Entrou mal no lugar do Leandrinho e não conseguiu colaborar com nenhuma das jogadas de ataque. Tivemos muita dificuldade no segundo tempo justamente por termos perdido a criatividade pelo seu setor.

– Fernandes: Outro que entrou com os nervos à flor da pele e cometeu diversas faltas bobas e desnecessárias. Teve a atuação comprometida por conta do aparente desequilíbrio emocional.

– Vinicius Tanque: Entrou no lugar do Sassá faltando menos de 10 minutos para o fim do jogo logo após sofrermos o primeiro gol. Qualquer avaliação dele neste jogo seria injusta.

– Jair Ventura: Fez o planejamento correto de trazer apenas alguns jogadores da Colômbia para este jogo. Discordei da vinda de Sassá (por conta do incômodo do ombro) e do Bruno Silva (que será titular na quinta). Nas substituições fez o esperado com exceção da insistência em dar oportunidades ao Vinicius Tanque. Não é possível que Joel (nem no banco do time reserva ficou) e Renan Gorne (nunca teve uma oportunidade no profissional) treinem pior que o Tanque e não tenham oportunidades.

Voltemos agora o foco para a competição que realmente importa. Quinta-feira tem Libertadores e vamos enfrentar o time que divide a liderança do grupo conosco.

Promessa de outra grande partida com muita dificuldade, mas que temos totais condições de vencer como já demonstramos derrubando quatro campeões do torneio, inclusive o atual na última partida.

Vamos para outro feriadão de muita alegria com mais uma vitória alvinegra pela América.

Abu Dhabi nos chama e seguimos juntos acreditando neste sonho!

Por fim, volto a te convidar a conhecer os novos planos de sócio torcedor do Botafogo. Por apenas R$ 13,90 mensais, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico.

Associe-se em Sou Botafogo. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Minhas redes sociais:          Twitter          /          Instagram          /          Facebook

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais e nos ajude na divulgação deste espaço.

Sigo com minha bandeira na mão e nosso escudo no lugar do coração!

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0