EMPATE COM PITADA DE MÁ INTENÇÃO

Seja o primeiro a comentar

Manhã de domingo, dia lindo no Rio de janeiro! O Botafogo foi encarar o Coritiba no Estádio Nilton Santos às 11 da manhã e o clima era de alegria e otimismo entre os torcedores.

O dia estava propício para um domingo feliz, mas não foi bem assim que aconteceu…

A equipe até criou oportunidades e viu o Roger fazer, talvez, a sua melhor partida com a camisa alvinegra, porém, infelizmente, o apiteiro resolveu aparecer e minar a partida, prejudicando nosso time em praticamente todos os lances capitais.

Primeiro, marcou um pênalti inexistente a favor do Coritiba (o segundo pênalti do dia) e travou o jogo com faltinhas bobas a todo momento. Depois, deixou de marcar uma falta clara na entrada da área a nosso favor, além de, consequentemente, expulsar o defensor adversário no lance por ser o último homem. Por fim, permitiu a “cera” da equipe paranaense do início ao fim do jogo.

Resumindo: Nos diversos lances duvidosos, o árbitro não hesitou e sempre marcou a favor do nosso adversário. Fazer o quê? Se não temos força política dentro da CBF fica muito difícil.

Já é a quarta partida que somos prejudicados em menos de um mês. Alô, CEP!!! Vamos brigar mais pelos nossos direitos, chega de ser bonzinho com quem não merece!

Vamos ao que interessa. Enfrentamos uma equipe muito bem armada, que tem seu contra-ataque como arma forte. Assim, o Botafogo entrou em campo no seu tradicional esquema com três volantes deixando João Paulo como armador de ofício.

Contando com o apoio dos laterais e a correria do Bruno Silva até que conseguiram criar algumas boas jogadas ofensivas. Roger brigou muito e esteve muito participativo durante o tempo em que esteve em campo.

A defesa mostrou consistência mais uma vez, porém a lentidão de Joel Carli prejudicou a equipe por, ao menos, duas vezes. Em compensação, nosso xerifão se aventurou no ataque e acabou marcando o gol de empate.

De negativo, o jovem Matheus Fernandes não conseguiu repetir as boas atuações das partidas anteriores e errou muitos passes fáceis.

Para completar, ainda tivemos que engolir um cidadão que foi dispensado de praticamente todos os clubes por onde passou provocar nossa torcida. Henrique Almeida, saiba que você sempre foi e sempre será fraco tecnicamente, sua sorte é seu empresário, agradeça a ele todo dia quando acordar, respeite a instituição que “engoliu” seu péssimo futebol por quase quatro anos e saiba que o mundo dá voltas. O Botafogo é muito maior que qualquer jogador e exigimos, no mínimo, respeito!

Jair vem sim fazendo um excelente trabalho à frente da equipe, mas uma coisa há de ser dita: Não temos uma jogada ensaiada sequer ou, se temos, já passou da hora de colocá-las em prática.

Por tudo que aconteceu, desfalques e arbitragem tendenciosa, o empate acabou não sendo um péssimo resultado. Mas é aquela velha história; em casa, os três pontos são essenciais para quem quer brigar na parte de cima da tabela e agora precisaremos fazer, ao menos, quatro pontos nas duas próximas partidas que iremos fazer fora de casa no campeonato (Vitória e Chapecoense).

Avaliações dos jogadores:

– Gatito Fernández: Seguro durante toda a partida. Não teve culpa nos gols sofridos.

– Arnaldo: Muito bem na parte ofensiva, mas deixa muitos espaços na defesa. No geral não fez uma partida ruim.

– Joel Carli: O personagem do jogo. Cometeu dois pênaltis. No primeiro, chegou completamente atrasado na jogada e, no segundo, deixou que a malandragem do adversário se sobressaísse para que o mesmo cavasse a penalidade. No restante, até que foi bem e ainda fez o gol que evitou nossa derrota.

– Igor Rabello: Muito bem nas antecipações e no tempo de bola. Fez mais uma excelente partida e esteve muito seguro.

– Gilson: Substituiu bem Victor Luis e teve papel importante na parte ofensiva, principalmente no gol de Roger.

– Rodrigo Lindoso: Alguns erros de passe no meio de campo que não lembraram o Lindoso das partidas recentes.

– Bruno Silva: Foi outro que errou passes bobos, mas a correria e a vontade de sempre fizeram com que sua partida fosse boa.

– Matheus Fernandes: Não conseguiu repetir a excelente partida contra o Santos. Mostrou muito nervosismo e errou muitos passes. Apesar da partida ruim, não tenho dúvidas de que esse garoto terá um belo futuro pela frente.

– João Paulo: Entrou jogando mais avançado e conseguiu fazer boa partida. A disposição de sempre novamente foi seu ponto forte. Precisa melhorar a eficiência nas bolas paradas.

– Rodrigo Pimpão: Taticamente não fez uma partida ruim, mas quando esteve com a bola nos pés, não conseguiu ser efetivo. Terminou a partida completamente exausto.

– Roger: Muita briga e um gol marcado. Correu e tentou tudo o que pôde no comando de ataque, onde não se escondeu hora alguma do jogo. Fez uma boa partida.

– Wenderson: Entrou no lugar do Bruno Silva e teve pouco tempo para mostrar seu futebol já que, nos minutos finais, o time foi mais para o “abafa” tentando o gol da vitória.

– Montillo: Entrou no lugar do Matheus Fernandes e teve boa movimentação e a bola do jogo, mas foi parado por uma grande defesa do goleiro adversário.

– Renan Gorne: Entrou no lugar do Roger e mostrou estar muito nervoso. Não produziu praticamente nada nos pouco mais de quinze minutos em que esteve em campo. Já tirou o peso da estreia entre os profissionais e pode ser útil durante a longa temporada.

– Jair Ventura: Vem tirando leite de pedra desse time e sofre para montar o time. Sem grandes opções no elenco, se vê obrigado a colocar os meninos da base. Poderia ter sacado Rodrigo Pimpão que estava morto fisicamente cansado no segundo tempo.

Vamos para a sétima rodada e pergunto para os homens fortes do futebol do Botafogo. Cadê os reforços? Cadê nosso setor de inteligência atuando? Vão esperar até quando? A torcida já está desgastada e não aguenta mais esperar por nomes que nunca chegam.

Nosso próximo compromisso será contra o Vitória no Barradão. Jogo difícil, mas que temos totais condições de vencer.

Com certeza, seria mais difícil se tivéssemos mais opções no elenco, mas já que os reforços ainda não chegaram e, apesar de toda a dificuldade, não podemos nos abater, vamos com essa equipe que já mostrou que tem sangue nos olhos. Esperamos apenas uma arbitragem imparcial. Pra cima deles!

E, para terminar, só sei de uma coisa: Nossa estrela brilhará sempre mais forte!

Por fim, te faço dois convites:

O primeiro de assistir e compartilhar o link da campanha: Camile Vitória para que possamos atingir a nossa meta.

O segundo de te convidar a conhecer os novos planos de sócio torcedor do Botafogo. Por apenas R$ 13,90 mensais, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico.

Associe-se em Sou Botafogo. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Minhas redes sociais:          Twitter          /          Instagram          /          Facebook

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais e nos ajude na divulgação deste espaço.

Sigo com minha bandeira na mão e nosso escudo no lugar do coração!

Publicado no dia

Deixe um comentário! 3


  • Rafael Padulla disse:

    Complementando a atuação desastrosa da arbitragem, segundo tempo… Botafogo massacrando o Coritiba…. Montillo perdendo um gol cara a cara com o goleiro ( na boa é para colocar essas bolas p/ dentro do gol que certos jogadores ganham mais que outros..), era claro que o terceiro gol viria em alguns minutos.. o Juiz me vem com a PARADA TÉCNICA!

    Meu Deus!!!!!! acho que xinguei todos os palavrões que conhecia nessa hora e para completar a atuação da arbitragem jair ventura tira Bruno Silva e Roger de uma vez….aí complicou muito!!!!

    mais uma vez a condição física pesou e o Botafogo não conseguiu buscar a vitoria, pelo menos para a próxima rodada teremos a volta re Victor Luis ( motorzinho!!!) e Emerson Silva que acho que vai pegar um banco.

    O time já precisa abrir o olho nesse campeonato, a diferença para os lideres já começa a ficar expressiva , não podemos perder esses pontos em casa!

    Sds Alvinegras

    • Rafael Padulla,
      Realmente é incrível como essa parada técnica esfriou a equipe.
      Concordo que o Emerson Silva deve voltar no banco.
      Não acredito que a diferença para os líderes já seja grande como você disse. Tirando Corinthians e Grêmio, vencendo dois jogos seguidos, você já entra o G4.
      Precisamos é fazer 4 pontos nesses 2 jogos fora para recuperarmos os pontos perdidos em casa para o Coritiba.
      Abraços!

  • Wanderson Luiz disse:

    Excelente lek, muito bom