ESPÍRITO DE EQUIPE + TALENTO = BEACH SOCCER CAMPEÃO!

Seja o primeiro a comentar

PRIMÓRDIOS E HEGEMONIA

Esporte americano em sua origem e brasileiro por adoção nasceu em 1992, como exibição, nas areias de Los Angeles.

Em 1993 realizou-se o primeiro torneio de seleções (Brasil, Argentina, EUA e Itália) em Miami, vencido pelo Brasil.

Ganhou grande projeção após o I Campeonato Mundial, disputado em 1995 e vencido pelo Brasil, nas areias de Copacabana.

Até 2004 o Brasil era mais do que hegemônico. Considerada uma seleção virtualmente imbatível, conquistou 9 Copas do Mundo além de dezenas de Torneios internacionais no período.

 

RECONHECIMENTO FIFA

O esporte recebeu a chancela oficial da FIFA em 2005 e paralelamente surgiram outros países como protagonistas.

Disseminado por todo mundo e popular na Europa (em 1998 foi fundada a Liga Europeia de Futebol de Praia) e Ásia, conta hoje com algumas potências destacadas, considerando os títulos no período pós FIFA: o Brasil atual campeão mundial (2017) e dono de 5 títulos mundiais, a Rússia (2 vezes campeã mundial), Portugal (campeão mundial), França (a primeira campeã em 2005), além dos sempre perigosos Espanha, Taiti, Itália e Suíça.

Ainda assim o Brasil exibe números impressionantes (nov/2017): 547 partidas oficiais com 516 vitórias, 31 derrotas e 4.065 gols marcados com mais de 7 por jogo em média.

 

O MOMENTO DO ESPORTE NO BRASIL

A Confederação de Beach Soccer Brasil conta hoje com 12 Federações estaduais filiadas e uma busca por parte das principais equipes (33 distribuídas em 17 estados), de uma profissionalização cada vez maior, embora os torneios nacionais e sul-americanos ainda tenham que evoluir para chegar ao nível europeu de organização.

 

O GLORIOSO

Carlos de Andrade Dreux: uma equipe campeã se inicia com uma Coordenação apaixonada e competente. (crédito: Botafogo Beach Soccer/@vitalfotos)

Com um projeto que já existe desde 2010, podemos nos orgulhar de possuir uma das melhores estruturas (talvez a melhor hoje em dia) do esporte no Brasil.

E como a combinação de trabalho e talento só pode resultar em conquistas, não precisava ser muito perspicaz para prever que a participação alvinegra na Copa BR (etapa Sul/Sudeste/Centro Oeste) seria marcante.

A Rádio Botafogo, em parceria com a agência Ultraleve, abraçou o projeto de cobertura da participação do Glorioso.

União e cumplicidade: a marca de um time talentoso, trabalhador e vencedor! (crédito: agência Ultraleve)

COPA BR (ETAPA SUL/SUDESTE/CENTRO OESTE)

O Torneio realizou-se entre os dias 22 e 26 de novembro último, na Av. Atlântica, Praia do Leme, entre os Postos 1 e 2, em frente à Av. Princesa Izabel.

Participaram 8 equipes: Botafogo, Flamengo, Gama, Grêmio, Joinville, Rio  Branco (ES), Rio Branco (PR) e Vasco da Gama.

Bernardo atuando na terceira rodada na vitória contra o Flamengo. Na semifinal contra o Gama ele completaria 100 jogos envergando nosso manto. (crédito: João Vital)

CAMPANHA IMPECÁVEL

Fomos campeões invictos e os números são incontestáveis: 9 X 0 contra o Rio Branco (PR); 7 X 1 contra o Grêmio; 2 X 1 contra o Flamengo; 8 X 3 contra o Gama na semifinal e campeões ganhando de 3 X 1 do Vasco da Gama.

Homenagem merecida pelos 100 jogos (crédito: Rádio Botafogo)

O JOGO FINAL

Todos já sabiam que o jogo seria duro. Jogadores de seleção brasileira em ambas as equipes, além do Elinton, goleiro alvinegro da seleção portuguesa e eleito o melhor do mundo em 2016.

Longe de ser fácil, quem assistiu ao vivo pode constatar que a partida nunca saiu do controle alvinegro: abrimos 2 X 0 no primeiro tempo (Paulinho e Gabriel), o Vasco fez o seu tento no segundo tempo e nós ampliamos a vantagem (Bryan) no começo do terceiro tempo para não sofrer mais nenhum gol até o final.

Mesmo com nosso craque de seleção brasileira Rodrigo, sendo expulso pela arbitragem numa decisão polêmica e com critério diferente ao adotado para com o time adversário (para dizer o mínimo), como disse nosso técnico Luiz Escobar aos seus comandados, “soubemos sofrer” e embalados pelas constantes trocas de quarteto promovidas, nosso ritmo intenso se manteve durante os 36 minutos de partida.

Foi campeão quem teve mais solidariedade, cumplicidade, competência, preparo físico, talento e VONTADE DE VENCER !

O jogo final: marcação forte e contra ataque. (crédito: Rádio Botafogo)

NOSSA EQUIPE

Grupo de alto nível: mesmo só podendo inscrever 10 na Copa BR, os demais atletas mantem a disputa leal por uma vaga num patamar invejável. (crédito: João Vital)

Carlos de Andrade Dreux (Coordenador Geral), Dr. Eduardo de Andrade Dreux (médico), Eduardo Reiner Vianna (fisioterapeuta), Márcio Aragão (preparador físico), Rodrigo Fernandes (Auxiliar técnico) e Luiz Escobar (técnico).

Atletas inscritos na Copa BR: 12 – Élinton / 1 – Anailton / 13 – Igor / 3 – Gabriel / 7 – Bryan / 9 – Rodrigo / 8 – Vinicius / 11 – Paulinho / 10 – Bernardo  / 5 – Gil

 

É CAMPEÃO !

Missão cumprida ! (crédito: agência Ultraleve)

Mais uma para nossa galeria de troféus na mão do capitão Vinícius. (crédito: agência Ultraleve)

Hora de agradecer o apoio de todos e a cada companheiro por cada gota de suor. (crédito: Rádio Botafogo)

A Nação Alvinegra é que agradece campeões !!!

Apenas e Sempre Botafogo ! Saudações Alvinegras !

Agradecimentos especiais: toda a equipe da agência Ultraleve

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0