NOSSO IMENSO PRAZER

Seja o primeiro a comentar

“Foste herói em cada jogo, Botafogo, por isso é que tu és e hás de ser nosso imenso prazer…” – não consigo parar de cantar esse trecho.

Que jogaço do Botafogo fora de casa contra o número um do ranking da FIFA, contra o atual campeão da Libertadores, finalista da última Copa Sul-Americana, invicto em casa desde 2015… são tantos adjetivos que só demonstram o tamanho e a importância desse resultado.

O Botafogo vem mostrando para toda a América e o mundo de que o gigante não só voltou, como voltou para levar o caneco!

Esse ano Abu Dhabi nos chama! Já tô começando a pesquisar qual o processo para tirar o visto, preço de passagem, marcação de férias no trabalho para dezembro…

Esse time muito nos orgulha pela determinação, raça e por honrar o nosso manto a cada jogo!

Preciso confessar que usei de minha influência na Colômbia, afinal esse apelido de “Escobar” precisa ser útil em algum momento. Após alguns telefonemas garanti que voltássemos de lá com os três pontos em um placar magro de 1 x 0, mas esqueci de combinar isso com o time do Botafogo, que não tomou conhecimento da invencibilidade do adversário, nem de seus recentes títulos e novamente passou por cima de mais um campeão da Libertadores, o quarto da nossa sequência.

Que partida, que consciência coletiva, união de grupo em campo, dedicação, suor, sangue e raça! Obrigado Botafogo por fazer minha Páscoa ainda mais doce.

Vamos à análise dos jogadores:

– Gatito Fernández: Teve pouco trabalho, mas foi seguro nos momentos em que foi exigido. Está muito mais confiante após as defesas dos três pênaltis contra o Olímpia.

– Emerson Santos: Fez sua estreia na temporada atuando improvisado na lateral direita e fez uma partidaça. Zagueiro de origem atuou como um veterano da posição e não nos fez sentir saudades de ninguém. Precisa logo renovar seu contrato e colocar os pés no chão quanto aos valores pedidos, pois tem excelente potencial e vai nos ajudar muito ainda.

– Joel Carli: Um monstro indescritível. É impressionante como a defesa do Botafogo fica praticamente intransponível com esse argentino na nossa cozinha. Melhor zagueiro do futebol argentino na atualidade.

– Emerson Silva: Cresce muito de produção ao lado do Carli. Já vinha fazendo partidas muito boas este ano, mas ao lado do argentino se transforma também em um zagueiro de altíssima qualidade. Dupla fortíssima e uma das melhores do país com toda certeza.

– Victor Luis: Defensivamente foi perfeito. Não apoiou tanto quanto nos últimos jogos até pela postura mais conservadora da equipe, mas foi perfeito em sua tarefa de defender.

– Bruno Silva: Um leão no meio. Outro jogador que vem demonstrando sua grande importância para o time. Jogou tão bem ontem que nos fez esquecer que o Airton não estava em campo. Cresce muito com este esquema de três volantes.

– Rodrigo Lindoso: Fez boa partida e cumpriu muito bem sua função que não aparece tanto para a torcida, mas que é essencial.

– João Paulo: O melhor em campo, na minha opinião. Foi excelente na marcação e deu muito mais qualidade na saída de bola do time, além de ter feito o cruzamento perfeito para que o Camilo abrisse o placar no fim do primeiro tempo.

– Camilo: Enfim, uma atuação que nos fez lembrar do Camilo de 2016. De volta à sua posição predileta, Camilo mostrou pro Jair que se tem espaço para apenas um meia criativo nesse esquema com três volantes, essa vaga tem que ser dele. Fez o gol que abriu o placar e enquanto esteve em campo foi bem na criação de jogadas.

– Pimpão: Peça mais importante do esquema do Jair pela recomposição defensiva que faz e pela velocidade na armação dos contra-ataques. Saiu sentindo e me preocupa se a lesão foi mais séria ou apenas um incômodo.

– Roger: Isolado por conta da postura defensiva da equipe, foi importante segurando a bola no ataque a cada lançamento que recebia. Não teve grande atuação, mas acredito ser a melhor peça que temos para iniciar as partidas.

– Fernandes: Entrou no lugar do Camilo e num ritmo mais lento que os demais. Ajudou muito mais na marcação do que propriamente criou alguma coisa após um período em que parecia desconectado do espírito do jogo. Foi importante para segurar o abafa final do time colombiano.

– Guilherme: Entrou na vaga do Pimpão e fez seu primeiro gol com a camisa alvinegra em contra-ataque no fim do jogo garantindo os três pontos e a liderança do grupo. Obviamente, não cumpre a função com a excelência apresentada pelo Pimpão, mas é peça importante para mudar um panorama de jogo dando mais velocidade à equipe.

– Sassá: Entrou na vaga do Roger faltando 20 minutos e pouco participou muito em função do abafa feito pelo adversário. Não possui as mesmas características do Roger e, portanto, teve um pouco de dificuldade em reter a bola no ataque enquanto esteve em campo, porém é importantíssimo nestas situações em que entra no fim dos jogos.

– Jair Ventura: Fez o simples, não inventou. Preferiu usar um jogador que possui experiência na lateral mesmo que este estivesse sem ritmo de jogo do que adaptar um jogador que não foi bem na última chance que teve por ali. Escalou o time com três volantes como vinha fazendo ano passado e foi perfeito nas substituições tanto em relação ao timing, quanto aos nomes escolhidos. Diria que foi sua melhor atuação à beira do campo e que a confiança que tenho em seu trabalho só aumenta após eu ter sido extremamente contra sua efetivação. Excelente trabalho!!!

Agora temos uma final de turno que vale apenas financeiramente e para as brincadeiras entre os torcedores.

Teremos o retorno de nove jogadores para compor este time misto que defenderá nossas cores no Estadual já que o Carioca tem limitação de 28 inscritos e não teríamos elenco apto para atuar caso eles não voltassem.

Helton Leite, Fernandes, João Paulo, Gilson, Leandrinho, Guilherme, Sassá, Bruno Silva e Igor Rabelo se juntarão aos companheiros que não viajaram para juntos garantirem mais um Taça Rio e 850 mil reais de premiação aos cofres alvinegros.

Vamos passar por cima do bacalhau no domingo e voltar nossas atenções para o confronto no Equador contra o Barcelona na próxima semana.

Confio que o Jair repetirá o esquema e obteremos o mesmo resultado, ou seja, venceremos novamente e já ficaremos com um pé na próxima fase.

Vamos curtir nosso feriadão junto aos nossos familiares, com muito chocolate e com a nossa camisa oficial no peito, pois estes próximos dias já serão naturalmente mais doces após a noite de ontem.

Por fim, volto a te convidar a conhecer os novos planos de sócio torcedor do Botafogo. Por apenas R$ 13,90 mensais, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico.

Os novos pacotes têm os seguintes valores promocionais:

– R$ 14,00 (Plano Mensal – Direito a comprar ingresso com 50% de desconto)

– R$ 450,00 (Plano Anual – Sudeste)

– R$ 800,00 (Plano Anual – Oeste)

Para todos os jogos restantes com mando de campo do Botafogo no ano de 2017. Tem ainda os Planos VIP e Premium para a galera que quer mais conforto e exclusividade por valores mais elevados.

Associe-se em Sou Botafogo. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Minhas redes sociais:          Twitter          /          Instagram          /          Facebook

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais e nos ajude na divulgação deste espaço.

Sigo com minha bandeira na mão e nosso escudo no lugar do coração!

Publicado no dia

Deixe um comentário! 2