O CARIOCA ACABOU!

Seja o primeiro a comentar

Falta motivação para esse Carioca. Essa é a triste constatação ano após ano e com a Libertadores em 2017, esse sentimento é ainda mais forte.

Como se dedicar e fazer o seu melhor se não há motivação. Isso se aplica a tudo na vida. Motivação é o conceito de motivo + ação. O campeonato não nos gera motivação justamente porque não há motivo para tal. Como ter uma ação contundente em algo que não motiva?

Estou me referindo a mim mesmo. Confesso que para escrever sobre os jogos do Carioca falta motivação. Para assistir a esses jogos, falta motivação. Os debates com os amigos são cada vez mais vazios, pois o argumento do perdedor é cada vez mais “Ah, isso é Carioca, cara!” e ele tem toda razão nisso.

Como podemos exigir motivação dos jogadores se eles sabem que o campeonato a cada ano perde sua importância? Se a torcida não comparece? Se realmente poucos estão se importando? Se até os clubes deixam isso bem claro?

Em uma temporada sem Libertadores, o Carioca até tem alguma importância pela escassez de jogos. Até maio ou é Carioca ou nada. Não há opções, não há concorrência!

Mas com a Libertadores no calendário, o Carioca se tornou tão descartável, tão pequeno, tão insignificante…

Foi-se o tempo em que o Maracanã (até esse está indisponível e já não tem mais o mesmo prestígio) lotava nos jogos do Carioca e a cidade “parava” para ver os times jogar. Até se seu time não estivesse na final, provavelmente, você assistiria ao jogo ou ficaria ligado no resultado para poder zoar o perdedor, seja ele quem fosse.

Sinceramente, acredito que o último campeonato que teve uma pequena relevância foi o de 2010 por conta do polêmico Loco Abreu e sua cavadinha, pois a empolgação foi com a figura e toda a mística que ele criou. De lá para cá, públicos cada vez menores e a confirmação de que os estaduais cada vez mais cavam sua própria sepultura e só não foram enterrados ainda, pois sobrevivem “ligados a aparelhos” chamados federações, que insistem em sua sobrevivência por conta das gordas taxas que cobram e as mantêm por todo o ano.

A fórmula de disputa com tantos times já não funciona há vários anos e nesse, pra piorar, diminuíram os times e aumentaram as fases. Nem vencer os turnos é o suficiente para te classificar à final. Mataram o que de melhor havia, mataram a importância das taças Guanabara e Taça Rio por uma chata e cada vez mais presente, melhor campanha.

Como ter motivação para enfrentar tantos times pavorosos em campos terríveis sabendo que você pode ficar fora da Libertadores por esticar a perna um pouco mais ou entrar numa dividida pra valer?

Sinceramente, não sei como resolver a questão. Os interesses comerciais se sobrepuseram aos esportivos há muito tempo e os clubes se contentam com altas cotas de televisão em detrimento ao espetáculo. Públicos pequenos e constantes prejuízos não são relevantes frente aos vultuosos valores pagos pelos direitos de TV. O público deixou de ser prioridade há muito tempo e esse ano isso está ainda mais claro após os patéticos episódios sobre estádios e liminares.

Seria preciso os clubes se unirem e perceberem que algo precisaria ser feito, mas essa esperança eu confesso não nutrir.

Sobre ontem, o Botafogo teve mais posse de bola, mais volume de jogo, mas pouco se esforçou para tirar o zero do placar.

Vamos à análise dos jogadores:

– Gatito Fernández: Fez excelente defesa no primeiro tempo e garantiu o zero no nosso lado do placar numa excelente defesa.

– Marcinho: Foi bem melhor do que nas suas últimas atuações embora ainda muito irregular defensivamente. Ofensivamente se mostrou à vontade e torcemos para que só venha a evoluir.

– Carli: Soberano na defesa.

– Emerson Silva: Seguro e firme ao lado do xerife.

– Victor Luis: Teve boa atuação embora em ritmo mais lento.

– Airton: O melhor em campo, inclusive, o único que demonstrou um pouco mais de vontade em vencer o jogo.

– Bruno Silva: Boa atuação no exercício de suas funções.

– Camilo: Teve atuação apagada na maior parte do tempo. Tem sentido bastante dificuldade em jogar mais pelo lado nessa formação com Montillo centralizado.

– Montillo: Teve sua melhor atuação com a nossa camisa no primeiro tempo, mas cansou no segundo. Ainda precisa melhorar muito, principalmente na formação com Camilo, mas já demonstrou alguma evolução.

– Guilherme: Muita velocidade e pouco raciocínio. Cria bem as jogadas, parte pra cima, mas não acerta nem passe, nem finalização.

– Roger: Teve poucas oportunidades e tentou mais fazer o papel de pivô, porém sem efetividade.

– João Paulo: Entrou no fim do jogo a tempo apenas de ser punido com um cartão amarelo.

– Sassá: Entrou bem novamente e deu belo passe em jogada que poderia ter resolvido a partida.

– Pimpão: Teve a bola do jogo bem no fim após excelente passe de Sassá, porém falhou na conclusão e decretou o empate.

– Jair Ventura: Escalou o que havia de melhor poupando apenas o Pimpão. Fez bem em testar o Marcinho visando a Libertadores e deu nova chance ao Guilherme. Não teve nenhuma culpa pelo empate e fez o que dele se esperava neste jogo.

Agora teremos o Fluminense na quinta-feira. Esperamos a vitória pela importância de pontuar para se classificar ou ao menos se manter entre as duas melhores campanhas. Esse jogo apresenta um adversário mais qualificado que o Vasco, porém sem o menor interesse neste turno já que venceu o primeiro e já tem a vaga garantida nas semifinais do Estadual.

Continuemos buscando motivação (tanto nós para acompanhar, quanto eles para jogar), torcendo para o time ganhar em ritmo, conjunto e melhora física e aguardando o retorno do que realmente interessa, a Libertadores.

Por fim, volto a te convidar a conhecer os novos planos de sócio torcedor do Botafogo. Por apenas R$ 13,90 mensais, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico.

Os novos pacotes tem os seguintes valores promocionais:

– R$ 14,00 (Plano Mensal – Direito a comprar ingresso com 50% de desconto)

– R$ 450,00 (Plano Anual – Sudeste)

– R$ 900,00 (Plano Anual – Oeste)

Para todos os jogos restantes com mando de campo do Botafogo no ano de 2017. Tem ainda os Planos VIP e Premium para a galera que quer mais conforto e exclusividade por valores mais elevados.

Associe-se em Sou Botafogo. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Minhas redes sociais:          Twitter          /          Instagram          /          Facebook

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais e nos ajude na divulgação deste espaço.

Sigo com minha bandeira na mão e nosso escudo no lugar do coração!

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0