O MELHOR DOS ÚLTIMOS TEMPOS

Seja o primeiro a comentar

Alô galera alvinegra, Otto na área mais uma vez. Sei que a gente deve manter muito firme os dois pés no chão, só que entendo que às vezes é preciso sonhar. Tudo que está no campo da realidade, já foi sonho um dia. Assim diz um velho ditado. E esse time está nos permitindo sonhar. Na minha humilde opinião, temos os melhores goleiros dos últimos anos, temos uma das melhores zagas dos últimos anos, os melhores laterais e sem dúvida os melhores volantes. Ah, não posso esquecer do nosso milagroso técnico Jairzinhoinho. Ele e o Cuca foram os melhores que já vi. A meia e o ataque eu já vi melhores, no entanto os caras são dos mais comprometidos que possa existir. Nunca vi um atacante recomendar outro na contratação para ajudá-lo na função. A entrevista do Victor Luis agradecendo tudo que ele vive no clube, as palavras do monstro Bruno Silva também demonstram tudo aquilo que sentimos.

 

Calma, eu sei que a gente não ganhou nada. Eu também sei que possa ser que a gente não ganhe. Bate três vezes na madeira e isola. Mas, esse meu post de hoje é dedicado a botar pra fora tudo aquilo que eu tenho visto. Há anos eu não assistia a duas partidas como essas últimas. O Botafogo dominou o adversário e teve controle do jogo do início ao fim. Eu não tive um segundo de susto. Meus exames de coração vão agradecer muito no final do ano. O Botafogo de hoje joga um futebol moderno. Eu vejo as transições nos volantes chegando na frente. Vejo uma zaga compacta. Vejo troca de passes. Vejo um time agudo. E até vejo a raça compensando a técnica quando necessário. Se eu gosto do Arnaldo? Não, para mim ele é um dos mais fracos hoje. Só que o cara entra nesse time e se encaixa. Pode entrar Airton, João Paulo, Lindoso, Matheus Fernandes naquela posição na meiuca que a pelota não vai reclamar. De verdade eu não senti falta do Jefferson, do Montillo, do Airton e por aí vai. Que bom! Isso mostra que estamos atingindo uma maturidade tática. Apesar de que eu ainda cobre reforços. Afinal, cada dia que passa, a gente fica com gostinho de que pode ir mais longe. No entanto, nós já fomos muito mais longe do que a gente acreditava. Por essas e outras, esse time merece muito meus aplausos.

 

O que vi no Pacaembu, espero ver de novo semana que vem em Itaquera. Agora morando em São Paulo, eu continuo sendo o louco que grita Fogooooooo para o prédio inteiro ouvir. E obviamente, quando entro no elevador com alguém, sempre me perguntam: É você o carioca que torce para o Botafogo, né? Eu digo com mais orgulho do mundo que sim. E na maioria das vezes retrucam, esse ano acho que é de vocês. Eu mentalizo uma fé e sigo meu rumo feliz.

 

É isso, meu amigo de camisa. Preciso reforçar o quão feliz eu estou com esse time. Não foi à toa que a minha sobrinha que faz 3 aninhos amanhã, me pediu uma camisa de presente. Eu comecei a chorar de emoção. É disso que eu estou falando. Está sendo melhor do que eu imaginei que fosse quando eu pedi para o nobre Dalai Lama, quando o encontrei na Letônia e pedi para abençoar a camisa do Fogão. Ali começou uma história. Em outubro do ano passado. Existem coisas que só acontecem com o Botafogo. Você sabe do que estou falando. Guarde isso aí dentro com você, que ainda vamos dar aquele abraço emocionado final do ano no Niltão. Pode sonhar. Hoje e sempre tô na área.

 

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0