QUEM FALOU QUE SERIA FÁCIL?

Seja o primeiro a comentar

Alô galera alvinegra! Otto na área tentando entender esse nosso momento. Uma fase estranha, mas compreensível. Só não podemos relaxar e nem nos desesperar. Agora é hora de focar e trabalhar dobrado. Tem muita gente aí pensando em Copa do Brasil, nervoso com a falta de vitórias no Brasileiro, etc. Eu super entendo, mas nosso foco total tem que estar nesse jogo contra o Nacional na próxima quinta-feira.

Perder em casa é chato? Claro, pra cacete. Não esse último jogo. No entanto, perder como perdemos para os bambis é de dar raiva. Jogo ganho e conseguimos entregar os 3 pontos. Contra o goianiense lá foi a mesma coisa. Show de bobeiras. O que me parece é que esse nosso time gosta de jogar é na pressão, no risco, na emoção. Acho que fomos criados assim esse ano. Ou é intenso, ou não é. Basta olhar a partida contra o galo e comparar com essas do Brasileiro. Sinceramente me parece dois times opostos em campo. Um dando a vida e o outro vendo a vida passar. Temos que ter mais equilíbrio entre as competições. Só que também entendo a cabeça do jogador ao enfrentar um goianiense lá embaixo da tabela, um são paulo mal das pernas e querer decidir com um galo uma vaga nas semis. Depois disso, brigar ainda por uma inédita vaga nas quartas de final de uma Libertadores. Com todo respeito, um coisa é você olhar um golzinho bola passando na rua, outra coisa é passar uma Ferrari. Qual você vai olhar?

Estou com esse sentimento de que algo bom vem por aí. Por incrível que pareça às vezes eu prefiro o Botafogo tendo que jogar a vida em uma competição do que chegar pra decidir cheio de moral, brigando pelo título no brasileiro, passando voado na Copa do Brasil e tendo a oportunidade da vida na Libertadores. Uma hora isso ia dar ruim. Espero de verdade que a derrapada tenha sido contra esses 3 times no Brasileiro. E que só aconteça por aqui para os pés seguirem no chão. Se isso for o planejado para a conquista de algo maior, tenho certeza que o sacrifício foi válido. Esse time é o time da superação. Vamos com tudo pra cima dos grandes jogos esse ano. Faltam poucos por sinal. E vamos orar que no Brasileiro a gente dê as mãos e junte forças na reta final assim como fizemos brilhantemente ano passado. Ou você ainda duvida do Jair, Bruno Silva, Carli, João Paulo, Pimpão, Gatito, Jefferson e cia? Se você ainda tem dúvidas, melhor ir comentar jogo na fox, sportv, sei lá o que. Porque eu tô indo lá pra arquibancada gritar. Hoje, ontem e sempre tô na área.

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0