Redes Sociais

Bruno Antunes

COMEMORAÇÃO DE 1 ANO, TUDO NOVO E A REAÇÃO DE PRESENTE

Publicado

em

No dia 17/07/2015, eu publiquei o primeiro texto na Rádio Botafogo sem saber que aquele seria apenas o início da nossa coluna e que, naquele momento, começava a se consolidar o nosso espaço.

Hoje, exatamente um ano depois, posso dizer que me tornei amigo de cada um dos integrantes da Rádio e que essa união em prol do nosso Botafogo me trouxe muito mais do que companheiros de arquibancada.

Conheci toda a direção da Rádio, conheci diversos membros no estádio, conheci pessoalmente o Zé Fogareiro, que foi quem me inspirou a começar a escrever (e ele nem sabe disso), enfim, formamos uma equipe com o único objetivo de fortalecer a nossa paixão em comum e de falar sobre aquilo que nos une e nos aproxima, o Botafogo.

Nesse um ano, gostaria de aproveitar para agradecer ao Falcão, ao Gajo, ao Otto, ao Emílio e, principalmente, ao amigo André que representa o que é ser Botafoguense e sempre me incentivou a continuar escrevendo, independente de críticas ou elogios. Enfim, vocês são sensacionais e que esse grupo nunca acabe.

Também não poderia deixar de fortalecer o amigo Bruno, que não é da família, mas possui o mesmo sobrenome e arrebenta aqui no nosso espaço a cada vez que estou impossibilitado de rabiscar essas linhas por aqui.

Pra comemorar esse 1 ano, a coluna ganhou um nome (até que enfim…kkk), uma página no Facebook e o Botafogo ainda nos deu de presente essa reação maravilhosa.

Chega de puxar saco dos parceiros e vamos ao jogo!!!

Após poupar o time no meio da semana em jogo válido pela Copa do Brasil (em decisão que eu, assim como o Bruno escreveu na última coluna, também não concordei), entramos em campo com: Sidão, Luis Ricardo, Emerson Santos, Renan Fonseca, Diogo Barbosa, Airton, Bruno Silva, Lindoso, Camilo, Pimpão e Sassá. Entraram: Neilton (Pimpão), Canales (Sassá) e Salgueiro (Bruno Silva).

Antes do apito inicial, os jogadores prestaram homenagem à França pelos atentados entrando com a bandeira do país. Bonito gesto!

Após a bola rolar, foi a mulambada que começou melhor, mas isso só durou 10 minutos até o Botafogo começar a equilibrar as ações.

Aos 13’, Lindoso acertou cabeçada na trave e já deu nosso cartão de visitas após cobrança de escanteio.

O Botafogo vinha melhor até que, aos 23’, uma falha do nosso sistema defensivo, principalmente o Renan Fonseca, deixou o Tuta Peruano dominar mal no peito e a bola sobrar para o outro atacante deles abrir o placar. 0 x 1.

Após o gol, o time sentiu, mas não demorou muito e, aos 33’, após a zaga deles afastar mal, o Diogo Barbosa acertou um balaço indefensável de fora da área para empatar a partida. Não podemos deixar de registrar o belíssimo lençol do Airton em cima do mulambo traíra que eu nem citarei o nome no início da jogada.

Após o gol, uma cena lamentável. Um suposto torcedor alvinegro arremessou um tênis no campo e foi retirado do estádio após ser identificado pelo nosso vice Anderson Simões, que comemorou o gol abraçado com o infrator e o encaminhou para ser levado pela polícia. O árbitro da partida recolheu o objeto.

O jogo seguiu disputado com o Botafogo levemente superior até o fim da primeira etapa.

No segundo tempo, o Fogão voltou mal e logo aos 11’, sofreu o segundo, agora em falha infantil de Bruno Silva.

O volante tentou dominar de peito uma bola na entrada da área, perdeu e após tabela rápida do ataque adversário, Sidão espalmou pra dentro bola defensável que foi chutada em sua direção. 1 x 2 e novo balde de água fria.

Pra piorar, aos 22’, eles ampliaram em falha na entrada da área do zagueiro Emerson Santos, que perdeu a bola de maneira displicente. Ou seja, levamos três gols em falhas individuais dos nossos defensores. 1 x 3 e a sensação de derrota na estreia da Arena tomou conta da maioria.

Pra completar o desastre até então, um torcedor do lado alvinegro e outro do lado de lá, jogaram, cada um, um copo no campo de jogo no momento do terceiro gol. Fato que também foi percebido pela arbitragem da partida. Em relação ao infrator alvinegro, ele foi identificado e retirado, assim como o que jogou o tênis anteriormente.

Mas isso aqui é Botafogo, p0%%@!!!

Quando ninguém mais acreditava, já aos 34’, Neilton que havia entrado no lugar de Pimpão, marcou dando, literalmente, de ombros para a desvantagem. 2 x 3 e esperança renovada. Será que ainda daria???

Claro que dá! Até o último minuto, temos que acreditar! E, sim, deu!

Aos 37’, a torcida ainda comemorava o gol do Neilton quando Salgueiro recebeu passe de Camilo na entrada da área, de costas, e num giro sensacional em cima do defensor do time do mal, bateu colocado no canto para marcar seu primeiro gol com a camisa do Botafogo (assim como Diogo também marcou o seu primeiro ao abrir o placar) e empatar a partida em 3 x 3 para explosão da torcida alvinegra que compareceu à Arena e deu show apoiando o time durante todo o jogo.

O Botafogo poderia até ter vencido a partida se ainda houvesse um pouco mais de tempo visto o crescimento que o time teve após os gols que levaram ao empate, mas, infelizmente, o árbitro encerrou a partida para festa do nosso lado com esse empate com gosto de vitória depois de tamanha desvantagem e para o choro dos desabrigados que tiveram a oportunidade de ver um jogo do Campeonato Brasileiro na cidade do Rio de Janeiro.

Vamos aos destaques do jogo:

– Diogo Barbosa: Além de marcar seu primeiro gol, foi incansável durante toda a partida e teve sua melhor atuação após voltar de lesão.

– Luis Ricardo: Fez o cruzamento para o segundo gol. Entretanto, foi leviano no auxílio à parte defensiva e comprometeu atrás com seu ímpeto de atacar. Precisa de maior equilíbrio ou melhor cobertura dos três volantes.

– Airton: Um monstro em campo. Marcou, criou, correu, deu lençol em quem não tem caráter e brilhou sendo novamente o melhor em campo.

– Camilo: Maestro do meio campo ditou o ritmo do time e comandou as ações. No segundo tempo, caiu um pouco na parte física, mas foi imprescindível no passe para o gol de empate.

– Neilton: Saiu do banco para infernizar a zaga e botou fogo no jogo. Peça essencial para a reação participando dos dois últimos gols.

– Salgueiro: Finalmente desencantou e marcou um belíssimo gol, mostrando que o Salgueiro que esperávamos ainda adormece ali. Que ele tenha chegado de vez!

Por outro lado, alguns jogadores entregaram a paçoca e comprometeram nossa vitória, como:

– Sidão: Falhou em bola defensável no segundo gol. Não teve uma de suas melhores atuações, mas não foi responsável direto.

– Renan Fonseca: Falhou no primeiro gol ao ficar olhando o trio de atacantes fazer o que quisesse na nossa área. Ao longo do jogo, ainda perdeu algumas disputas aéreas e demonstrou muita lentidão.

– Emerson Santos: Falhou no terceiro gol por querer sair tocando na entrada da área. Não é a primeira vez que isso acontece e precisa ser orientado para que, em algumas situações, jogue a bola lá na galera. Como diz o famoso ditado, “bola pro mato que o jogo é de campeonato!”. Soberbo precisa colocar os pés no chão, pois é bom jogador, mas pensa que é craque.

– Lindoso: Auxiliou na criação, mas deixou a desejar no apoio ao sistema defensivo. Pouco poder de marcação e deficiência no auxílio aos laterais para que possibilitasse a subida dos mesmos com segurança defensiva.

– Bruno Silva: Teve a falha mais grotesca do time. No segundo gol foi displicente na entrada da área, comprometeu o resultado e novamente não teve boa atuação.

– Pimpão: Ainda demonstra estar fora de ritmo. Não conseguiu ser efetivo no ataque, mas já demonstrou melhora em relação aos jogos anteriores.

– Sassá: Sumido do jogo jogando como centroavante fixo. Peça nula enquanto esteve em campo.

– Canales: Visivelmente fora de forma após ficar tanto tempo apenas no departamento médico. Até deu alguns bons passes, mas está longe de ter condições físicas de assumir a posição de titular.

Enfim, valeu pela reação! A derrota na estreia da Arena seria um resultado catastrófico muito mais pelo efeito negativo que poderia causar na torcida do que pela derrota em si. Somamos um ponto e demonstramos que vai ser muito difícil alguém visitar nossa casa de praia e sair daqui com o resultado positivo.

Como eu disse, aqui é Botafogo, p0%%@!!!

Antes de finalizar, gostaria de destacar a torcida que deu show na estreia da Arena e convidar aos que não foram por medo da violência, que não deixem de comparecer aos próximos.

Precisamos lotar nosso estádio e mostrar para o mundo todo a força e o tamanho da nossa torcida. Apoiar esse time até o fim para termos um 2016 tranquilo no Brasileiro e com vaga na Libertadores de 2017 devido ao título da Copa do Brasil.

Eu acredito e estarei lá na Leste, próximo ao acesso F, em todos os jogos do Botafogo!!!

Jogo agora só semana que vem contra a Chapecoense lá na casa deles. Uma vitória fora de casa nos fará muito bem na tabela do campeonato!

Por fim, volto a te convidar a conhecer os novos planos de ST do Botafogo. Por apenas R$ 13,90, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico. A novidade são as opções de R$ 200,00 (arquibancada Norte), R$ 225,00 (arquibancada Leste) e R$ 450,00 (social) para todos os jogos com mando de campo do Botafogo no Campeonato Brasileiro.

Associe-se em https://soubotafogo.bfr.com.br/#/publico/home. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Minhas redes sociais:

Twitter: @thiagoantunesc

Facebook: https://www.facebook.com/Nosso-Escudo-no-Lugar-do-Cora%C3%A7%C3%A3o-1047847641972371/

Curta a página e coloque nos seus favoritos!

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais. Ajude o barrigudo que vos fala na divulgação deste espaço.

Sigo com minha bandeira na mão e nosso escudo no lugar do coração!

Bruno Antunes

Clique para Comentar

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: