Redes Sociais

Notícias

Contra o Ceará, Botafogo teve seu pior desempenho ofensivo no Brasileirão de 2019

Publicado

em

Glorioso chutou apenas duas vezes a gol; no primeiro turno, nenhum time teve menos de duas finalizações em uma partida, mas Cruzeiro e Palmeiras tiveram números iguais

As finalizações têm sido um dos problemas do Botafogo no Campeonato Brasileiro. Depois de melhorar o poderio ofensivo nas últimas rodadas, o time voltou a criar pouco diante do Ceará e os números finais da partida acendem um alerta: apenas dois chutes a gol.

Foi o pior desempenho do ataque alvinegro nas 19 partidas do Brasileirão. Antes, o pior saldo havia sido no clássico diante do Vasco, pela 7ª rodada, com seis chutes contra a meta defendida por Sidão.

Luiz Fernando, no primeiro tempo, e Leo Valencia, na etapa final, foram os autores das finalizações, ambas para fora. Ao fim da partida, o atacante reconheceu a baixa produtividade, mas destacou o ponto conquistado fora de casa.

“Sabemos disso, sabemos que eles viriam com tudo, jogamos fechados, tivemos só duas oportunidades, uma minha e outra do Valencia. Se a gente não ganhar, também não vamos perder”.

– Sabemos que jogar aqui é difícil, um ponto importante que lá na frente vai nos ajudar. Poderíamos dar mais na partida, mas levamos um ponto para o Rio e vamos descansar para o jogo de sábado, contra o São Paulo, em casa – disse Luiz Fernando.

No primeiro turno, nenhum time teve menos de duas finalizações em uma partida. Mas Cruzeiro (1ª rodada, contra o Flamengo) e Palmeiras (17ª rodada, contra o Flamengo) também só chutaram duas vezes a gol.

Diego Souza, que havia balançado as redes nas duas últimas partidas (Atlético-MG e Inter), pouco apareceu contra o Ceará. O centroavante considerou o resultado bom, considerando a apatia do Alvinegro no ataque.

– Jogo muito difícil. Não tivemos uma boa atuação, mas pelo o que nós criamos e pelo o que foi o jogo, acho que esse ponto foi legal. O extracampo é ruim, mas não estamos deixando isso passar para dentro das quatro linhas. A gente se dedica e procura sempre a melhor pontuação para botar o Botafogo no lugar que ele merece. Não encaixou como a gente queria, mas conseguimos segurar o empate. Se o Barroca precisar e optar por me usar como meia, vou estar à disposição – afirmou Diego após a partida.

Depois de Botafogo, Cruzeiro e Palmeiras, os times com menos finalizações em um jogo foram:

  • 3 chutes a gol: Cruzeiro (5ª rodada, contra o Fluminense), Corinthians (9ª rodada, contra o Santos), Santos (15ª rodada, contra o Cruzeiro) e São Paulo (16ª rodada, contra o Vasco);
  • 4 chutes a gol: Grêmio (2ª rodada, contra o Avaí), CSA (4ª e 10ª rodadas, contra Avaí e Corinthians, respectivamente) e Fluminense (11ª rodada, contra o Vasco).

Veja o número de finalizações do Botafogo em cada jogo do primeiro turno:

  • Rodada 1: São Paulo 7 x 9 Botafogo
  • Rodada 2: Botafogo 10 x 19 Bahia
  • Rodada 3: Botafogo 9 x 14 Fortaleza
  • Rodada 4: Fluminense 21 x 8 Botafogo
  • Rodada 5: Goiás 19 x 7 Botafogo
  • Rodada 6: Botafogo 8 x 17 Palmeiras
  • Rodada 7: Botafogo 6 x 17 Vasco
  • Rodada 8: CSA 20 x 14 Botafogo
  • Rodada 9: Botafogo 7 x 13 Grêmio
  • Rodada 10: Cruzeiro 9 x 8 Botafogo
  • Rodada 11: Botafogo 10 x 13 Santos
  • Rodada 12: Flamengo 13 x 14 Botafogo
  • Rodada 13: Avaí 32 x 9 Botafogo
  • Rodada 14: Botafogo 10 x 16 Athletico-PR
  • Rodada 15: Corinthians 18 x 7 Botafogo
  • Rodada 16: Botafogo 15 x 15 Chapecoense
  • Rodada 17: Internacional 17 x 17 Botafogo
  • Rodada 18: Botafogo 10 x 17 Atlético-MG
  • Rodada 19: Ceará 25 x 2 Botafogo

Fonte: globoesporte.com

Clique para Comentar

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: