E nós acreditamos…

Seja o primeiro a comentar

A promessa de campanha do CEP em 2014 era clara… Sócio Torcedor com direito a voto!
Anos depois, uma manobra política prova que confiar nas palavras de quem gerencia o clube há décadas é ser tachado de idiota.

Oposição ou situação apenas diz o lado ao qual lhes é conveniente em determinado momento nesta ciranda das cadeiras de GS, desde os tempos do saudoso Emil Pinheiro.

Eis que em reunião ordinária do Conselho Deliberativo do Botafogo, nesta terça-feira, as contas referentes ao exercício de 2017 foram aprovadas.

Apesar a principal pauta da noite não ter sido questionada, outras discussões provocaram atritos.

Antes mesmo de a sessão ser iniciada em General Severiano, um grupo, exibindo uma faixa em frente à sede, reivindicou voto aos sócios-torcedores.

Tal pleito foi discutido durante a reunião, e os ânimos se exaltaram.

Marcelo Guimarães, candidato à presidência nas últimas eleições, defendeu o voto aos sócios-torcedores e um preço menor para a categoria que terá direito a votar.

Durante sua argumentação, trocou farpas com Carlos Eduardo Pereira, antecessor de Nelson Mufarrej.

Presidente do Conselho Fiscal, Ricardo Wagner de Almeida, partiu para uma discussão mais áspera com Guimarães, e ambos tiveram que ser contidos.

Ricardo reagiu assim após Marcelo gesticular bastante e levantar a voz. Por pouco, um embate generalizado não ocorreu.

A reunião foi interrompida em sua fase final, quando um novo bate-boca entre conselheiros aconteceu. Houve uma aproximação perigosa entre os que discutiam, e pessoas conseguiram impedir que a discordância terminasse em troca de agressões físicas.

Salário atrasado em pauta
Embora não estivesse na pauta, discussão referente a atraso de salários também esquentou o clima.

O mês de maio venceu no último dia 5 de junho, e o GloboEsporte.com apurou que os atletas ainda não receberam.

Em contato com o departamento de futebol, tal atraso não foi confirmado, mas a resposta a respeito do tema foi a seguinte: “A posição do futebol é de respeito máximo à direção, principalmente em função de o Botafogo ter honrado todos os seus compromissos nos últimos 42 meses”.

Assim sendo, membros da diretoria garantiram que há um acordo para o pagamento do salário de jogadores o mais rapidamente possível.

Fonte: Globoespoerte.com

Já assistiu à live da RB com Bruno Antunes falando a respeito da chegada do novo treinador, Marcos Paquetá?

Se inscreva em nosso canal do YouTube e receba conteúdo alvinegro exclusivo, sempre em primeira mão.

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0