Redes Sociais

Notícias

“Gestão hoje ainda é diferencial, em 3 anos será apenas sobrevivência” Rangel, Sócio da EY

Publicado

em

o único caminho é a profissionalização, boa gestão, eficiencia nos processos, gente qualificada, alta tecnologia, planejamento….o resto são frases de efeito que postergam o inevitável ajuste

A Radio Botafogo definiu como estratégia a linha de atuação de ser um veículo de divulgação, mobilização e conscientização das melhores práticas de gestão, dada a importância para a sobrevivência do Botafogo.

Entendemos que é onde poderemos ajudar e nesse sentido traremos, sempre que possível, informações de fontes importantes e que fazem parte desse processo de mudança do futebol brasileiro.

Abaixo destacamos o texto publicado pelo Rangel, Sócio da EY, que lidera o grupo que está preparando o Plano Estratégico e os possíveis cenários para profissionalização do Botafogo.

Muitos falam da influencia de Crefisa (patrocinio) e Globo (PPV) nos faturamentos médios de 600M/ano de Palmeiras e Flamengo Impacto mesmo com uma mudança extrema seria no máximo de 6% a 9%. O que diferencia esses 2 clubes (e outros como Grêmio, Athletico, Bahia etc..) é gestão.

Imaginemos que a Crefisa saia hoje e o Palmeiras caia de 95M de patrocínio para a média 17/18 de FLA, SCCP, SPFC e GRE (~45-55M). O impacto máximo seria de 50M em um orçamento de 550M que não conta com vendas nem com parte do dinheiro de TV. Impacta sim, mas muito pouco.

No caso do Flamengo, como a TV aberta + fechada já é 40/30/30, internacional é 100% dividida igual e placas são dos clubes, só o PPV é objeto de discussão. Se ele tb fosse 40% e 60% por assinante, impacto seria de + -30/40M. Em um orçamento de 750M/ano, impacto também desprezível.

Clique para Comentar

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: