Joel Carli está mesmo de saída?

Seja o primeiro a comentar

O que anda acontecendo com Joel Carli? Essa é a pergunta que não quer calar entre muitos alvinegros. O argentino que é muito querido pela torcida pode estar de saída, pelo menos é o que se fala em boa parte da imprensa. Não sabemos ainda, o que ocorre internamente, mas o certo é que precisamos de um elenco forte e competitivo para um ano longo, e a permanência do gringo no grupo de atletas é fundamental para que a equipe alcance os objetivos estabelecidos ao fim da temporada. Mas fica a pergunta, por que ele estaria de saída? Seria insatisfação do atleta ao ser preterido na equipe principal? Ou é dedo do novo treinador que não pretende contar com o mesmo para o restante do ano. Independente da situação, fato é que aqui, não queremos ninguém insatisfeito, afinal o Botafogo é muito maior do que qualquer um que por lá passe. E se for dedo do treinador? Precisamos ter maturidade o suficiente para entender que isso pode ser por uma nova filosofia de jogo adotada por Valentim.

Desde o início da Taça Rio, Alberto Valentim mudou peças em quase todos os setores. Apenas na zaga não houve alterações. O técnico herdou a dupla Marcelo Benevenuto e Igor Rabello de Felipe Conceição e a manteve desde a sua estreia, contra o Nova Iguaçu, no último dia 22, pela 1ª rodada do returno.

Os dois têm mantido a regularidade, mas ainda sofrendo com o quesito jogo aéreo, que, inclusive, tem sido uma das maiores reclamações da torcida. A arquibancada, aliás, constantemente pede o retorno de Carli ao time titular.

Aos 31 anos, o argentino sequer foi relacionado à última partida, contra o Bangu, e viu Yago, recém-contratado (emprestado junto ao Corinthians até o fim do ano), ser opção no banco. E, em situação atípica na carreira, Carli tem propostas para deixar o clube, mas não deve sair, ao menos por ora.

– O Carli é importantíssimo para a gente, no futebol, liderança positiva, um cara espetacular, que eu estou tendo o prazer de conhecer agora – comentou Valentim, recentemente, explicando uma conversa ao pé do ouvido que teve com o gringo na última semana, após uma atividade no Niltão:

– A conversa que eu tive com ele, em particular, nada tem a ver com a chegada do Yago ou de posicionamento.

Yago foi apresentado na segunda-feira. Seguro na coletiva, esbanjou confiança para mostrar serviço neste período de empréstimo. A princípio, o antigo defensor da Ponte Preta chega para brigar com Igor Rabello, mas terá que suar para estar entre os 11 até o Campeonato Brasileiro.

Marcelo e Rabello se justificam pelo fator velocidade, uma vez que Valentim tem como filosofia armar a defesa mais alta e ativa na saída de bola – confira o posicionamento de Igor e Marcelo contra o Nova Iguaçu, abaixo, por exemplo.

Fonte: Lancenet!

Lembrando que toda segunda-feira às 21:15h  tem BOTAFOGO NO AR, a melhor resenha esportiva só falando de Botafogo.
Para receber a notificação do programa ao vivo e participar durante a transmissão, se inscreva em nossa Página no YouTube e curta a página da Rádio Botafogo no Facebook.

Assista também a Live do dia 06/08 com Felipe Indiano

 

 

Publicado no dia

Deixe um comentário! 2


  • Marcio Pinto disse:

    Esse Carli, não é um mau jogador, mas também não é um excelente zagueiro poderia se aprimorar um pouco no psicológico, pois, prejudica demais o clube com tanto cartão amarelo por reclamações.

  • Marcio Pinto disse:

    Um jogador, que o Botafogo menosprezou foi o Airton, esse faz falta, melhorou muito sua postura e por incrível que pareça, todo jogo do Botafogo, quando estava em campo, o time era mais aguerrido, minha opinião.