Montillo propõe abrir mão de salário enquanto estiver no DM

Seja o primeiro a comentar

O mais crítico alvinegro com relação à principal contratação do clube para 2017 é o próprio Montillo. Com apenas um gol – em amistoso contra o Rio Branco-ES em janeiro e duas assistências em 12 jogos com a histórica camisa 7 do Botafogo, o meia argentino sabe que ainda não rendeu o que pode. Para piorar, as lesões vêm o prejudicando nestes primeiros meses do ano. A mais recente delas, no músculo posterior da coxa direita, vai deixá-lo de molho por pelo menos um mês. Inconformado com as dificuldades em seu retorno ao futebol brasileiro após três temporadas na China, o jogador de 33 anos procurou a diretoria.

Com uma das maiores remunerações do clube ao lado do ídolo Jefferson, Montillo propôs abrir mão de seu salário nos períodos em que estiver no departamento médico. A atitude do meia foi considerada louvável internamente em General Severiano, mas o presidente Carlos Eduardo Pereira agradeceu e recusou a oferta. A diretoria passou que o considera um jogador indispensável, símbolo da reestruturação do Botafogo, e que continuará pagando os seus vencimentos normalmente e oferecendo as condições necessárias para seu melhor rendimento.

A pessoas próximas, Montillo tem se mostrado muito chateado por não estar conseguindo brilhar no Botafogo. Quando sentiu a lesão atual durante um treino no Nilton Santos, deixou o estádio às lágrimas. Além disso, há questionamentos na mídia e em parte da torcida sobre a incapacidade de jogar junto com Camilo – o técnico Jair Ventura ainda não encontrou uma formação ideal para encaixá-los melhor. Mas apesar de tudo, o camisa 7 não se desanima e encontra forças na própria família. Na terça, postou na internet uma foto de seu filho Santino e a mensagem: “Vou voltar mais firme e mto mais forte. Eu agradeço todo dia em ter esse torcedor que sempre está me puxando pra cima. Vamos que vamos”. Disse Montillo se referindo ao filho Santino.

Fonte: globoesporte.com

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0