No Botafogo, o poste urina no cachorro

Seja o primeiro a comentar

Leandro Carvalho prefere o Ceará ao Botafogo e a diretoria está de acordo…

Uma das principais apostas jovens do Botafogo para 2018, o atacante Leandro Carvalho acabou emprestado ao Ceará, time que defenderá até dezembro.
Lesões, uma infecção urinária e problemas de adaptação motivaram o jogador de 23 anos, juntamente com seus pais, pedir à diretoria para encerrar a temporada com a camisa do clube onde brilhou em 2017.

– A liberação do Leandro Carvalho se deu pelo um somatório de situações. O futebol do Botafogo entendeu que essa relação não estava acontecendo como acreditávamos. E entendemos que, para que essa relação possa ser forte no futuro, deveríamos permitir que ele retornasse para um lugar onde ele e sua família haviam iniciado esse processo pra tentar um novo recomeço – explicou o gerente de futebol do Botafogo, Anderson Barros.

Ao adquirir 50% dos direitos econômicos de Leandro, que assinou até dezembro de 2020 com o Alvinegro, o Botafogo sabia dos riscos da contratação, sacramentada em janeiro. O clube tinha o entendimento de que a adaptação poderia não ser tão simples, principalmente pela pouca rodagem do paraense.

Antes de se tornar alvinegro, Leandro só havia defendido as camisas dos tradicionais Paysandu e Ceará, dos paulistas Penapolense e Linense, além do paraense Carajás. No Pará, aliás, o jogador apresentou problemas disciplinares.

Os homens fortes do futebol do Botafogo tinham noção de que o fato de o Rio de Janeiro ser um centro com características muito diferentes em relação a Belém e Fortaleza poderia atrapalhar na adaptação do atleta.

“O somatório de situações” citado por Anderson Barros não abrange somente adaptação, mas também lesões ocorridas num espaço curto de tempo. Logo após sua estreia, no empate por 0 a 0 com o Fluminense, em 20 de janeiro, apresentou dores no pé esquerdo e perdeu espaço na briga por um time titular. Resultado: voltou a atuar somente em 3 de março, novamente num clássico, desta vez contra o Flamengo (0x1).

Como foi feliz no Ceará, onde terminou 2017 como um dos destaques na campanha do acesso à Série A, Leandro, com a mesma opinião de seus pais, pediu para voltar ao Vovô após surgir a proposta de empréstimo dos cearenses. Anderson Barros, o vice de futebol Gustavo Noronha e o presidente Nelson Mufarrej conversaram e chegaram a um entendimento que uma interrupção de cinco meses da trajetória do atacante em General Severiano pode ser proveitosa para o futuro.

O Botafogo ainda acredita em Leandro Carvalho e aguarda sua reapresentação em janeiro. Até agora, em campo, não foi possível tirar qualquer conclusão sobre o paraense de 23 anos. Foram apenas quatro jogos, dois como titular, justamente os últimos – diante de Audax Italiano e Palmeiras.

Fonte: Globoesporte.com

Assista aos 7 gols mais importantes da campanha vitoriosa do Carioca 2018, RB Top 7 – Campeão Carioca 2018.

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0