Redes Sociais

Notícias

Nova alternativa: Marcinho se destaca em posição mais avançada

Publicado

em

Originalmente lateral-direito em âmbito profissional, atleta de 22 anos voltou a atuar em posição marcante nas categorias de base contra o Internacional e balançou as redes

Sem recursos para buscar novos jogadores no mercado, Eduardo Barroca busca soluções para o Botafogo dentro do próprio elenco. O treinador, aos poucos, vai encontrando alternativas para o Glorioso. Contra o Internacional, no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro, Marcinho jogou como ala pelo lado direito durante o segundo tempo e o desempenho da equipe melhorou de forma considerável.

Marcinho é, originalmente, um ala que atua em uma linha mais ofensiva do gramado. Foi com o próprio Eduardo Barroca, quando ambos estavam na base do Botafogo, que o atleta virou um lateral-direito – e, deste jeito, também ficou no âmbito profissional. Agora, o caminho para uma possível solução parece ser o inverso.

O camisa 4 começou a derrota de 3 a 2 para o Internacional como titular na linha de defesa. No intervalo, quando o Colorado ganhava por 1 a 0, Eduardo Barroca colocou Fernando, lateral-direito reserva, no lugar de Lucas Campos, liberando Marcinho para participar da linha ofensiva.

A mudança tática foi fundamental para a evolução do Botafogo na partida. Apesar da derrota por 3 a 2 e dos muitos erros individuais coletivos, o Alvinegro chegou a assustar o Colorado em alguns momentos e pressionar por um possível empate, mas bateu na trave e amargou o terceiro jogo seguido sem vitória no Campeonato Brasileiro. A luz no fim do túnel, contudo, parece ser justamente tais alterações dentro da escalação.

Marcinho x Internacional:

– 90 minutos
– 1 gol
– 1 assistência
– 32 passes certos (84%)
– 3 passes decisivos
– 2 cruzamentos certos
– 1 lançamento
– 5 finalizações
– 2 desarmes
– 1 corte
– 1 interceptação
– 3 duelos aéreos ganhos
– 2 duelos aéreos ganhos

Mais avançado, Marcinho foi fundamental para pressionar a saída de bola dos jogadores do Internacional, marcando com intensidade e ajudando o Botafogo a recuperar a posse de bola. Além disto, o camisa 4 foi fundamental para a construção dos gols do Glorioso: deu a assistência, em uma cobrança de escanteio, para Diego Souza, que fez o primeiro, e marcou, com um chute em diagonal, o segundo tento.

As finalizações, inclusive, foram outro ponto de destaque de Marcinho. Algo que, por vezes, fica em falta na equipe de Eduardo Barroca, o jogador arriscou muito ao gol – ao lado de Alex Santana, foi o que mais chutou, cinco vezes cada.

Fonte: lance.net

Clique para Comentar

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: