Redes Sociais

André Botafogo

O BOM FILHO A CASA TORNA

Publicado

em

Alô comunidade!

Eis que, às vésperas do início de mais uma temporada, renova-se o espírito e a honra de se torcer para o mais tradicional clube do planeta, aquele que estampa em suas alvinegras vestes o mais belo escudo, objeto de inspiração para tantas poesias, versos e prosas.

O contraste das cores alva e negra, límpida e obscura, clara e turva, retrata bem o sentimento que emana dentre os que por esta Gloriosa Instituição foram escolhidos.

Uns, em sua sempre otimista visão, carregam a absoluta certeza de que nenhum título nos escapará… afinal, a manutenção de uma boa base reforçada com as pontuais contratações, tornando o bom time do passado no forte elenco do presente, somada principalmente ao entusiasmo de uma torcida que já demonstrou em tantas outras vezes seu poder quando unida, são argumentos suficientes para acreditarmos que venceremos.

Outros, um tanto quanto ressabiados com alguns insucessos que a história nos apresenta, se colocam ainda em compasso de espera… afinal, é a primeira vez, pelo menos que eu me recorde, em que iniciaremos uma temporada já deparados com “o jogo de nossas vidas”… adaptação, ritmo de jogo, preparo físico, adversários poderosos… relevantes aspectos que não podem ser simplesmente ignorados, dando uma certa razão aos que preferem, neste primeiro momento, não esbanjar tamanho otimismo.

E assim é o Botafogo. Preto e branco… Contraste!

Para os Botafoguenses uma simples vitória é sinônimo de uma felicidade que transcende muitas das vezes a razão… por qual razão? não importa… vencemos e o mundo é alvinegro. Em contrapartida, os insucessos nos causam inexplicável dor… é a noite mal dormida, o dia seguinte que demora a passar, o humor que insiste em mostrar ao mundo que falta ali um elemento primordial à nossa felicidade… até que se aproxima um novo embate e lá estaremos novamente… juntos, cada um à sua maneira, imaginando que em 90 minutos mais uma vez a alegria sobrepujará qualquer possibilidade da tristeza se aproximar.

Somos nós o Botafogo e, assim sendo, o vivemos com a intensidade que essa paixão avassaladora requer.

Hoje, pela movimentação de nossa torcida nas redes sociais, pela adesão em massa ao programa de Sócio Torcedor e pela certeza de que na primeira de tantas partidas que faremos na Taça Libertadores, edição 2017, o estádio Nilton Santos, finalmente caracterizado com nossas cores e símbolos, estará completamente lotado, ouso ter convicção de que uma única palavra une os que tanto acreditam e os que de forma mais comedida preferem ver para crer… Esperança!

A mesma esperança que fez uma geração inteira suportar mais de duas décadas sem comemorar um título, até que o ligeiro Mazolinha arrancasse pela canhota e alçasse aos pés do Maurício não somente uma bola, mas um grito de redenção… geração esta que sonhou e se realizou com a conquista do tão esperado título nacional, aos pés de Túlio Maravilha, Sérgio Manoel, Donizete, Wagner e tantos outros…

Essa mesma esperança que insistiu em dias melhores, quando necessário foi, por duas vezes, se reerguer… desistir? não… não se desiste de um amor verdadeiro, de uma paixão sem fim.

Lá estávamos… e lá estaremos sempre!

Ao teu lado, Botafogo, até que o destino resolva nos privar desta que é uma das mais importantes missões que, ao termos sido escolhidos, nos foi creditada.

E quando esta época chegar, nada mais importará… a missão estará cumprida.

Deixaremos em nossos filhos um legado e com nossas famílias e amigos a certeza de que fomos aqueles que viveram a vida sabendo amar intensamente.

Assim somos todos… os otimistas, os pessimistas e os realistas.

Juntos… unidos em prol de um Botafogo Gigante, certos de que tudo vale à pena quando se trata de amor.

Te amamos, Botafogo!

Que venha então 2017, a Libertadores e tantas outras batalhas… que haja luta, honra e compromisso dentro de campo, fora dele, certos estejam de que conosco poderão contar, eis que, às vésperas do início de mais uma temporada, renova-se o espírito e a honra de se torcer para o mais tradicional clube do planeta, aquele que estampa em suas alvinegras vestes o mais belo escudo, objeto de inspiração para tantas poesias, versos e prosas.

Família, amigos e Botafogo, o resto é complemento.

“O otimista é um tolo. O pessimista, um chato. Bom mesmo é ser um realista esperançoso.”

(Ariano Suassuna)

Curta, compartilhe e inscreva-se em nossas redes sociais:

youtube.com/radiobotafogo

facebook.com/radiobotafogo

twitter.com/radiobotafogo

instagram.com/radio_botafogo

André Botafogo

1 Comment

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: