Redes Sociais

Thiago "Escobar" Antunes

O MAIOR PREJUÍZO NÃO FOI O EMPATE

Publicado

em

O Botafogo foi à Volta Redonda enfrentar a mulambada sem teto que não conseguiu marcar o jogo para a alugada mulambilha e voltou com o empate na bagagem.

Diante do que foi o jogo, da fraca atuação da equipe, das poucas chances criadas, do visível desgaste físico, da pressão que sofremos, dos desfalques que tivemos e das lesões que aconteceram durante a partida, o empate não pode ser considerado um mau resultado. Lembrando que jogamos fora de casa e empate nesta situação é sempre bom.

O maior prejuízo que tivemos na partida nem foi a perda de dois pontos da vitória que não veio, mas sim, a perda de dois jogadores importantes do nosso elenco já escasso de opções.

Airton e Victor Luis foram substituídos após se lesionarem em disputas (por ironia do destino) com o William Arão. O primeiro faturou a fíbula, já operou e tem previsão de ficar de dois a três meses em recuperação até voltar a treinar. O segundo torceu o joelho e fará exames mais aprofundados para saber a gravidade da lesão.

De certo é que os dois desfalcarão o Botafogo por alguns (ou muitos) jogos e com Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro, estas ausências me preocupam mais do que qualquer empate.

Falando especificamente sobre a partida, não gostei da atuação da equipe. O time visivelmente esteve cansado na segunda etapa e nada criou durante o jogo que justificasse a vitória a não ser o rápido contra-ataque desperdiçado pelo Roger com a bola dominada a poucos metros do gol com o chute indo pra fora.

De resto, tivemos mais uma excelente atuação de nossa zaga e goleiro que durante noventa minutos foram testados e exigidos e passaram no teste com louvor, mantendo nossa meta intransponível.

Vamos à análise dos jogadores:

– Gatito Fernández: Fez boas defesas e contou com a sorte na bola que não alcançou e bateu no travessão. Afinal, goleiro bom também precisa de sorte.

– Arnaldo: Vem crescendo de produção e correspondendo na nossa lateral. Fez a nossa melhor jogada na partida puxando o contra-ataque desperdiçado pelo Roger.

– Carli: Seguro e eficiente nas disputas. Na grande maioria das jogadas foi soberano e conseguiu afastar o perigo.

– Igor Rabello: Ganhou a vaga de titular e vem fazendo excelente dupla com o argentino. General e Xerife formam a dupla de zaga mais consistente do futebol brasileiro.

– Victor Luis: Vinha fazendo mais uma boa partida até se lesionar em uma disputa de bola. Com a torção no joelho certamente nos desfalcará por um período. Torçamos para que a lesão não tenha sido grave.

– Airton: Assim como o Victor Luis saiu lesionado em disputa de bola no fim do primeiro tempo, mas, no seu caso, por conta de uma fratura que o afastará por longo período. Boa sorte na recuperação e volte para nos ajudar no fim dos campeonatos que disputamos e no Mundial no fim do ano.

– Bruno Silva: Foi nosso jogador mais consistente na marcação no meio e a nossa válvula de escape nas tentativas de saídas ofensivas. Não foi brilhante como em outras partidas, mas teve boa atuação. Levou o terceiro amarelo e é desfalque para o próximo jogo.

– Matheus Fernandes: Cumpriu bem a função, mas teve atuação de pouco destaque. Precisa demonstrar mais vontade e ter participação mais efetiva na partida, pois já demonstrou potencial de jogar mais do que o que apresentou neste jogo.

– João Paulo: Como meia, não foi sombra do jogador que vem sendo como volante. Teve atuação pífia na armação do time e, com isso, nossas ações ofensivas foram muito prejudicadas.

– Pimpão: Lutou bastante e foi importantíssimo taticamente. Cansou no fim do jogo e foi substituído.

– Roger: Teve apenas uma chance clara no jogo e desperdiçou. Atacante que se preze não pode perder o gol que ele perdeu. Não o responsabilizando diretamente pelo resultado, mas é imperativo marcar em oportunidades tão claras ainda mais em uma equipe que joga por uma bola, por um contra-ataque.

– Gilson: Entrou na vaga do Victor Luis após a lesão e cumpriu a função de forma satisfatória. Tentou sair em velocidade em alguns contra-ataques, mas não foi efetivo na parte ofensiva.

– Dudu Cearense: Entrou na vaga do Airton também após a lesão do companheiro e não teve boa atuação. Lento a maior parte do tempo e cometendo erros em lances fáceis acabou fazendo que nosso setor de meio-campo perdesse em qualidade e aumentasse a pressão no nosso sistema defensivo.

– Joel: Entrou na vaga do Pimpão em nova oportunidade e mostrou o mesmo futebol de sempre, ou seja, nenhum. É lamentável que ainda tenha novas chances enquanto tínhamos no banco Igor Cassio e Renan Gorne, por exemplo, que certamente entrariam em campo com mais vontade, disposição e qualidade para mostrar algo ao professor e à torcida.

– Jair Ventura: Vem fazendo milagre com as peças que tem. Escalou um time sem meias, improvisando o João Paulo na função e ainda teve duas lesões durante o jogo em que teve que reinventar a equipe novamente. Por outro lado, não consigo entender a insistência com o Joel, mas no conjunto da obra, vem fazendo grande trabalho.

Tivemos o sorteio da Copa do Brasil e foi definido que enfrentaremos o Galo de Minas Gerais nas oitavas e, vencendo o Atlético-MG, enfrentaremos o vencedor de Flamengo x Santos nas semifinais. Numa eventual final, os adversários possíveis são Grêmio x Atlético-PR ou Palmeiras x Cruzeiro.

O próximo jogo é contra o Santos no Pacaembu na quarta-feira, dia 07/06 às 21:00 e precisamos ao menos empatar mais esse jogo fora de casa para nos mantermos na briga na parte de cima da tabela. Uma vitória contra eles lá (como ocorreu em 2010 com gol de Loco Abreu no último minuto) seria sensacional para nossas pretensões. Já deixo aí o incentivo…

Toda semana é decisiva, todo jogo deve ser tratado como final e assim vamos seguindo em todas as competições, passando de fase e nos reinventando como equipe.

Acredito muito na capacidade desse time e que podemos chegar em todas as competições se mantivermos essa vontade, esse espírito, essa garra e se a diretoria ajudar com algumas contratações.

Sigamos juntos e rumo aos títulos!

Por fim, volto a te convidar a conhecer os novos planos de sócio torcedor do Botafogo. Por apenas R$ 13,90 mensais, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico.

Associe-se em Sou Botafogo. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Minhas redes sociais: Twitter / Instagram / Facebook

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais e nos ajude na divulgação deste espaço.

Sigo com minha bandeira na mão e nosso escudo no lugar do coração!

Bruno Antunes

13 Comments

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: