Redes Sociais

Thiago "Escobar" Antunes

QUARTA FEIRA DE CINZAS!!!

Publicado

em

Por Rafael Padulla

 

Depois da brilhante atuação do árbitro no Rio de Janeiro que nos tirou dois pontos no jogo contra o Coritiba, o Botafogo viajou até a Bahia para enfrentar o Vitória em busca dos pontos perdidos no Nilton Santos, porém o time conseguiu em um jogo debaixo de uma leve chuva, deixar escapar mais uma vitória que já era dada como certa pela maioria dos alvinegros.

Com muitos desfalques, o  time teria muitos desafios para sair de campo com os três pontos.
O primeiro deles: conseguir superar a pressão inicial do time da casa logo no começo do jogo, feito!

O Vitória até mandou uma bola na trave e começou se lançando ao ataque (o que já era esperado) e conseguiu uma boa finalização, mas não foram muito além disso. O Botafogo conseguiu segurar o ímpeto inicial de seu adversário.

Segundo desafio: tentar abrir o marcador, feito!

Depois de chutar para fora e desperdiçar chance clara, Bruno Silva com um ótimo posicionamento no ataque conseguiu marcar dois gols, o primeiro com uma bela finalização e, o outro não muito depois, de cabeça após rebatida do goleiro adversário.

Terminar o primeiro tempo à frente no marcador, Feito!

Após o segundo gol, um certo desânimo se alastrou sobre o adversário que também não podia se lançar com tudo ao ataque, correndo o risco de tomar o terceiro gol. Terminamos o primeiro tempo com uma boa vantagem no placar.

Vencer o jogo e levar os três pontos para casa: NADA feito!

Logo no começo do segundo tempo, o time baiano conseguiu achar um gol em uma falha incrível do lateral Arnaldo que abriu mão de uma disputa de bola para pedir uma falta. P

É inadmissível um jogador ter esse tipo de atitude, já tendo ideia que o juiz não marcaria tal tipo de infração, afinal, o árbitro estava deixando o jogo correr bastante. O Botafogo (como já estamos acostumados) não gosta de partidas fáceis, então, acordamos o time do Vitória que já dava sinais de ter desistido da partida.

Pouco tempo depois, acabamos levando o segundo gol em uma jogada aérea, em um bate-rebate a bola sobrou para o atacante do Vitória finalizar e empatar a partida, um lance de sorte que deu números finais ao jogo.

Mais um resultado com gosto amargo para a torcida do Botafogo que não consegue sua primeira vitória fora de casa, assim, vamos perdendo alguns pontos que já estavam na conta. Dos sete jogos disputados neste campeonato, poderíamos ter melhor resultado em, no mínimo, quatro deles e esses pontos preciosos que vamos perdendo irão fazer falta nas rodadas finais.

Nosso próximo adversário é a Chapecoense na Arena Condá às 16:00, um outro grande desafio e venho lembrar que a Chape fez 6 pontos em cima do Botafogo em 2016, portanto, não podemos deixar que isso aconteça esse ano.

Avaliações dos jogadores:

– Gatito Fernandez: Não teve culpa nos gols, mas vem errando muito a reposição de bola.

– Arnaldo: Esteve bem defensivamente durante a primeira etapa onde pouco foi solicitado, porém, no início do segundo tempo, tendo a missão de bloquear as ações do atacante que não arrumou nada do lado esquerdo, foi falho e isso determinou os dois gols do adversário. No primeiro lance, quando desistiu da jogada e, no segundo, quando a bola partiu pelo seu setor e o Glorioso já estava com dois laterais esquerdos em campo. Se limitou demais em apoiar ao ataque e, quando foi, pecou em cruzamentos.

– Carli: O miolo de zaga no primeiro tempo foi impecável. Joel Carli fez uma ótima partida, ganhou todas as bolas contra o ataque do Vitória. Sua falta de velocidade começa a ficar notória em alguns lances. Só tem que parar com essa mania de ficar reclamando da arbitragem, dessa vez se salvou e não tomou o cartão amarelo.

– Igor Rabello: Caiu muito de rendimento na segunda etapa depois de ter feito um ótimo primeiro tempo.

– Victor Luis: Mesma raça de sempre, muito voluntarioso como já nos acostumamos. Anulou Neilton no primeiro tempo e foi muito eficiente no setor defensivo. Tentou ao máximo ser escape e soluções para o ataque, tanto que fez o cruzamento para Bruno Silva no primeiro gol. Poderia ter entrado mais firme no primeiro gol do Vitória, onde tomou um corte dentro da pequena área, mas nada que apagasse sua boa partida.

– Rodrigo Lindoso: Executou bem sua função tática. Vem caindo de produção, mas não comprometeu, porém não repetiu as boas atuações da Libertadores. Não teve participação direta nos gols do Vitória e foi substituído por Montillo.

– Matheus Fernandes: Fez um primeiro tempo com muita disposição e cansou muito na segunda etapa, mas não apareceu tanto para dar o combate.

– Bruno Silva: Atravessa sua melhor fase vestindo a camisa do Botafogo, mais uma excelente partida, o melhor jogador do time enquanto esteve em campo sendo premiado com dois gols (que poderiam ter sido três). Depois de chutar para fora uma chance clara, apareceu como um elemento surpresa no ataque. Infelizmente, não pôde jogar os 90 minutos e manteve sua recente rotina de tomar cartões.

– João Paulo: Atuação na média, conseguiu organizar o time em alguns momentos. Cobrou bem uma falta que resultou no segundo gol de Bruno Silva.

– Rodrigo Pimpão: Um atacante brigador como sempre, foi bem na partida, mas poderia ter aberto o placar logo no começo do jogo.

– Roger: Voluntarioso como em todos os jogos, teve pouquíssimas oportunidades e uma finalização perigosa no segundo tempo. Tentou cair pelas laterais do campo, porém sem um meio de campo armador seu desempenho será sempre comprometido.

– Montillo: Ainda sem a forma física ideal entrou no lugar do volante Rodrigo Lindoso, tendo a função de auxiliar na armação de jogadas para os atacantes no pouco tempo em que esteve em campo. Tentou alguns passes. Quando estiver em forma será titular no time.

– Gilson: Entrou no segundo tempo no lugar de Matheus Fernandes e atuou mais uma vez fora da sua posição de origem e tentou ajudar a marcação pelo lado esquerdo dando suporte a Victor Luís.

– Dudu Cearense: Entrou no lugar de Bruno Silva e praticamente não tocou na bola. Pouco produziu.

– Jair Ventura: Entrou com praticamente a mesma escalação da ultima partida, a única alteração foi a entrada do lateral Victor Luís. Não teve influencia alguma no resultado, as alterações feitas no segundo tempo não surtiram efeito. Não foi péssimo e armou o time do jeito que tinha que ser, até pelos jogadores que estavam disponíveis.

Estamos juntos nessa caminhada!!!

Agradecimentos:

Muitos amigos me ajudaram a escrever nesse espaço. Muito obrigado a todos que permitiram que esta coluna se concretizasse, agradeço especialmente à  Maurício Stork, Fabio Fusco, Filipe Dias Brandão, Bruno Antunes e Thiago Antunes (que me deram essa oportunidade), Wanderson Luiz da Costa, Tácio Machado, João Tovar, Helio Fernando e Ruy.

Por fim, te faço dois convites:

O primeiro de assistir e compartilhar o link da campanha: Camile Vitória para que possamos atingir a nossa meta.

O segundo de te convidar a conhecer os novos planos de sócio torcedor do Botafogo. Por apenas R$ 13,90 mensais, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico.

Associe-se em Sou Botafogo. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Minhas redes sociais:          Twitter          /          Instagram          /          Facebook

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais e nos ajude na divulgação deste espaço.

Bruno Antunes

Continuar Lendo
27 Comments

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: