Tiro certeiro? Não podendo errar, Botafogo apresenta Luiz Fernando

Seja o primeiro a comentar

Todo início é assim: elogios a nova casa, promessa de muita disposição e gratidão ao ser lembrado por um clube como o Botafogo. E com o novo reforço não foi diferente, Luiz Fernando foi apresentado hoje a tarde no Estádio Nilton Santos após o treinamento.
No caso do meio campista, o Botafogo adquiriu 50% de seus direitos federativos, por um período de 4 anos. Com isso, o jogador, caso venha a confirmar seu bom futebol apresentado no último clube, só deixaria General Severiano caso apareça muita grana na jogada. Por isso, o tiro tem que ser certeiro.
A importância de se investir corretamente é fundamental para um clube como o nosso. Um bom exemplo disso, foi o meio campo João Paulo, único atleta no qual o Botafogo pagou pelos seus direitos no ano passado e conseguiu de uma certa forma, pelo menos  segura-lo ao clube para esse ano. Pode ser que ele venha a sair? Sim, é obvio, mas só por uma quantia considerável já que a multa por exemplo, para algum clube europeu o tirar do Botafogo, gira em torno de 10 milhões de Euros.

O meia-atacante Luiz Fernando, anunciado no último dia 3, foi o primeiro reforço a ser apresentado pelo Botafogo em 2018. Nesta terça-feira, no Nilton Santos, o jogador de 21 anos falou pela primeira vez após assinar com o clube até dezembro de 2021. Muito tímido e falando baixinho, exaltou o fato de chegar a um dos grandes do Brasil.

– É o momento mais marcante da minha vida, ainda mais num clube como o Botafogo. Pelo trabalho que desempenhei, o Botafogo foi atrás de mim. Espero corresponder à altura – disse o novo reforço alvinegro.

Nascido em 16 de outubro de 1996, em Tocantinópolis-TO, Luiz foi o destaque do Atlético-GO no último Brasileiro, com nove gols marcados. O Botafogo investiu R$ 2,5 milhões para comprar 50% dos direitos econômicos do atleta. E, se botafoguense gosta de coincidências, o jogador citou que outros atletas oriundos do futebol goiano se deram no clube, como Túlio Maravilha.

– Quero agradecer ao Anderson (Barros, gerente de futebol) pela oportunidade de chegar ao Botafogo. Venho para mostrar meu futebol, conquistar títulos, e espero dar continuidade ao meu trabalho do Atlético-GO. O Botafogo tem um histórico de jogadores que vêm de Goiás e fizeram sucesso, como o Túlio e o Diogo Barbosa também. Espero fazer história aqui.

Confira outros trechos da entrevista:

Sobre seleção brasileira
 Espero coisas maiores, vestir a camisa da Seleção e comigo não é diferente.

Recepção do elenco
– Os caras são todos gente boa, me acolheram e me trataram muito bem. O Botafogo está construindo uma família, e creio que vamos conquistar bastante títulos.

Em que aspecto mais evoluiu
– 
Saber jogar e marcar contam muito. Acho que foi um aspecto que melhorei bastante.

Jorginho, ex-companheiro de Atlético-GO, pode pintar no Botafogo?
– Aí eu vou deixar com o Anderson (Barros) mesmo (risos). Todos sabemos que é grande jogador, meu amigo fora de campo, mas vou deixar com presidente e o Anderson.

Campanha do Botafogo na Libertadores
– Eu estava assistindo a todos os jogos. O Botafogo fez uma campanha muito bonita, e futebol tem isso.

Fonte: Globoesporte.com

Assista também:

Publicado no dia

Deixe um comentário! 0