Redes Sociais

Notícias

Valentim reconhece atuação pobre e falta de agressividade do Botafogo: “A gente jogou pouco”

Publicado

em

Após derrota para o Athletico-PR, treinador é bem direto e lamenta falta de criatividade da equipe na partida na Arena da Baixada.

“A gente jogou pouco. Nós fizemos poucas tentativas de jogadas que treinamos”. A afirmação de Alberto Valentim após a derrota por 1 a 0 para o Athletico-PR reflete muito bem a atuação do Botafogo na Arena da Baixada. O treinador afirmou o que ficou evidente aos olhos dos torcedores: o time não criou quase nada.

– A gente precisava ter vindo mais agressivo. Mais agressivo defensivamente para roubar mais bolas na intermediária e procurar jogar mais. A gente jogou pouco. Nós fizemos poucas tentativas de jogadas que treinamos, principalmente depois de uma semana cheia. Depois que a gente tomou gol, até fez algumas jogadas, mas a gente devia ter jogado um pouco mais. É difícil você jogar com o Athletico aqui e não incomodar o adversário.

Alberto Valentim revelou que, durante o intervalo do jogo, pediu mais criatividade aos seus comandados. Em campo, porém, a orientação não surtiu efeito, e o time novamente pouco atacou o rival.

– Foi a conversa que tivemos no primeiro tempo, sobre a necessidade de se jogar mais. No gol, a gente acabou perdendo a posse na saída de bola. A ideia é tentar fazer jogadas com segurança e agredir mais. Criamos muito pouco no primeiro tempo.

Confira mais tópicos da coletiva

A torcida do Athletico gritou “olé” aos 37 minutos do segundo tempo com apenas 1 a 0. É reflexo do jogo ruim que seu time fez? Do pouco volume e por pouco ter criado?

– Se tivéssemos sido mais agressivos, o que aconteceu depois dos 37 minutos, inclusive, talvez não tivesse gritado olé. Se tivéssemos chegado mais no último terço, teria deixado a torcida mais temerosa e o próprio Athletico.

No que o Botafogo precisa melhorar?

– Precisamos melhorar essa marcação mais pressão, com mais roubadas de bola na intermediária ou na saída de bola do adversária para que ficássemos mais perto do gol. Não achei que as substituições renderam muito por conta dessa falta de jogo. Diego tentou algumas jogadas, tem qualidade. Rhuan tentou jogadas, mas não criamos grandes jogadas.

O escorregão do Valencia no fim foi a grande chance alvinegra. É um lance a se lamentar muito?

– Se o Valencia não escorrega, finalizaria. A jogada do Cícero foi boa, a gente rodou a bola, e o Léo entregou ao Cícero antes de finalizar.

Como fazer esse time ser agressivo contra o Corinthians?

– Treinando, corrigindo. A gente corrigindo na parte teórica. Corinthians se defende muito bem. Depois fazer as jogadas que tem. Ter coragem pra jogar. Temos que superar essa classificação esses momentos.

Carli vira preocupação após mais um cartão por reclamação?

– Cheguei a falar com o quarto árbitro, Joel é o nosso capitão, não acredito que tenha ofendido o Bráulio. Capitão serve para ser o representante do time para discutir entre aspas com o árbitro. Achei excessivo. Joel simplesmente foi conversar com ele antes de a bola ser recolocada em jogo.

Fonte: Globoesporte.com

Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo

Clique para Comentar

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: