Redes Sociais

Bruno Antunes

Z4 OU G4? QUAL SERÁ NOSSO FIM DE ANO?

Publicado

em

Belíssima vitória!!! Três pontos importantíssimos novamente.

O Botafogo novamente se superou, passou por cima dos 4 desfalques e despetalou, mais uma vez, as flores do Rio. Vencemos esse time coloridinho novamente no ano e alcançamos a primeira parte da tabela depois de um longo e tenebroso inverno na segunda página.

O Botafogo vem numa maravilhosa arrancada neste início de segundo turno com 4 vitórias nos últimos 5 jogos (São Paulo, Sport, Grêmio e Fluminense).

Detalhe para o trava-língua alvinegro: “Três jogos com três tricolores nos trouxeram três pontos cada em menos de trinta dias”. É o Fogão dando aula de futebol em campo e de português fora dele.

E com essa arrancada parte da torcida já começa a sonhar mais alto e a pergunta que nos fazemos é:

Será que dá pra chegar no G4???

Não acredito, mas torcerei fervorosamente para estar errado e conseguirmos uma Libertadores… Seria épico!

Iniciamos a partida de ontem com: Sidão, Diego, Carli, Emerson Silva, Diogo Barbosa, Airton, Bruno Silva, Dudu Cearense, Camilo, Neilton e Sassá. Entraram: Victor Luis (Airton), Marcelo (Diego) e Vinicius Tanque (Sassá).

O jogo começou em ritmo lento com os times se estudando bastante e a primeira chance surgiu apenas aos 11’ e ela não foi nossa. Um cruzamento mal feito que se transformou em finalização e quase enganou nosso goleiro Sidão. Sorte que ela bateu na trave, nas costas do Sidão e não entrou.

Aos 20’, Carli deu uma cabeçada sem grande perigo após rebote de Cavalieri, que apenas cinco minutos depois, saiu lesionado.

Aos 30’, um impedimento (bem marcado) de Sassá foi muito reclamado pela torcida e a partir de então, o Botafogo criou suas melhores chances.

Aos 36’, Airton finalizou de fora da área e a bola passou na frente de Sassá, que não se jogou na bola para marcar. No minuto seguinte, Camilo mandou na trave após confusão na área das meninas da Zona Sul. Fim de primeiro tempo e pelo que os times criaram, o placar era justo até então.

Voltamos para o segundo tempo e logo aos 4’, Sassá recebeu pelo lado esquerdo, fez belo passe do outro lado para Bruno Silva que, ao tentar o domínio, acabou dando um passe milimétrico para Neilton, livre, bater no canto e abrir o placar para o Fogão. 1 x 0 na Arena Botafogo e o Fogão se mantém invicto lá pelo Campeonato Brasileiro.

Aos 14’, levamos outro susto com mais uma bola na trave em bonito chute de fora da área. É impressionante como esses tricoletes não erram a pontaria e acertam no pau o tempo todo.

Aos 17’, quase ampliamos. Sassá bateu de fora da área e o frangueiro Julio Chester (Lembra dele? Aquele que nos tirou da Copa do Brasil em 2007), que entrou no lugar do titular, defendeu sem querer o arremate com uma bolada na cara.

Airton cumpriu seu ritual e foi substituído novamente minutos depois. Desta vez por Victor Luis em excelente substituição feita pelo nosso técnico promovendo a dobradinha (que já pedi aqui) no nosso lado esquerdo com o Diogo Barbosa.

O jogo ficou morno com o Botafogo não se expondo e esperando o adversário para sair nos contra-ataques.

Aí o nosso projeto de treinador que estava me surpreendendo positivamente pelas escolhas feitas até então, começou a querer complicar a vitória.

Aos 35’, colocou o estreante zagueiro Marcelo improvisado na lateral direita na vaga do Diego numa alteração que poderia ter queimado um garoto de excelente futuro de forma desnecessária.

Pra piorar, Sassá pediu para sair aos 38’ e o filho do Furacão de 70 me coloca Vinicius Tanque, mesmo tendo no banco Luis Henrique, Canales, Pimpão e Salgueiro.

Daí em diante, pressão delas em busca do empate e sofrimento nas arquibancadas.

Sidão quase entregou aos 47’ e Magno Alves bateu para fora com perigo aos 49’.

Fim de jogo! A torcida pôde respirar aliviada e mais três pontos na nossa conta.

Não posso deixar de destacar a péssima atuação da arbitragem. Normalmente não gosto de citar a arbitragem, mas como vencemos me sinto à vontade para citar que o apiteiro fez de tudo para prejudicar o Glorioso. Faltas invertidas ao longo de todo o jogo, “faltinhas” marcadas apenas para as meninas sensíveis, um pênalti não marcado em um carrinho dentro da área em que o zagueiro tricolor levou a bola com a mão no primeiro tempo, 5 minutos de acréscimo no fim e mais uma infinidade de atitudes e lances em que nitidamente percebemos que a vitória do Botafogo atrapalhava os planos do homem de preto.

Contra tudo e contra todos, vencemos!

Destaque para a segurança que o Carli dá ao setor defensivo, fazendo até com que o Emerson Silva jogue bem. Diego, mesmo nervoso, não comprometeu defensivamente, assim como Dudu Cearense que entrou bem no meio. Airton novamente um monstro na contenção e substituído por lesão. Bruno Silva, muito criticado pela torcida, fez uma partidaça, inclusive com o passe para o gol. Diogo Barbosa foi bem na lateral esquerda e no meio quando foi deslocado para jogar ao lado do Camilo e o ataque com Neilton e Sassá, que estão entrosados e tem resolvido nossos jogos em uma fase iluminada.

Dos que entraram, Victor Luis e Marcelo cumpriram bem as funções para as quais foram designados e Vinicius Tanque não tocou na bola nos poucos minutos em que esteve em campo.

Por outro lado, Sidão nos fez ter saudades do Jefferson novamente, pois cometeu falha em vários lances.

Chegamos aos 32 pontos e já começamos a olhar com alguma esperança para os que estão à nossa frente, mas sem tirar o olho daqueles que (sem duplo sentido) vêm atrás.

Seguindo nossa contagem, #faltam14pontos para definirmos um novo objetivo!

Nosso próximo compromisso agora é com outro time feminino. Agora são as Marias de Minas lá na casa delas no domingo às 16:00. Certamente, estarão confiantes pela vitória que tiveram aqui pela Copa do Brasil e cabe ao Botafogo de Futebol e Regatas mostrar que aquele jogo foi apenas um acidente e nos trazer um bom resultado desse jogo fora de casa para mantermos essa sequência sensacional no Brasileiro.

Até onde podemos chegar? Deixo a pergunta para você colocar nos comentários qual sua expectativa real de classificação para o Botafogo ao fim do campeonato. Claro que todos queremos o título ou uma vaga na Libertadores, mas no que você acredita de verdade?

Deixa seu pitaco aí e até a próxima!

Por fim, volto a te convidar a conhecer os novos planos de sócio torcedor do Botafogo. Por apenas R$ 13,90, você ajuda nosso clube e tem uma série de benefícios no plano básico. O clube baixou os preços dos pacotes e agora os novos valores são: R$ 100,00 (arquibancada Norte), R$ 195,00 (arquibancada Leste) e R$ 390,00 (Social) para todos os jogos restantes com mando de campo do Botafogo no Campeonato Brasileiro.

Associe-se em Sou Botafogo. O Botafogo somos nós e precisamos participar do processo de soerguimento do clube.

Saudações alvinegras! – Curta, comente e compartilhe!

Minhas redes sociais:

Twitter: @thiagoantunesc

Facebook: Nosso Escudo no Lugar do Coração

Curta a página e coloque nos seus favoritos!

Se você gostou, espalhe esta coluna pelas suas redes sociais e nos ajude na divulgação deste espaço.

Sigo com minha bandeira na mão e nosso escudo no lugar do coração!

Bruno Antunes

Clique para Comentar

Newsletter

Anúncio Patrocinado

Facebook

%d blogueiros gostam disto: